Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Redação nota 1.000

05/11/2014 10:16

Ufa! O Enem chegou. Nove milhões de estudantes vão disputar boa classificação. Você é um deles. Relaxe. Você estudou muito, leu muito, conversou muito, praticou muito, viu muitos filmes, assistiu a novelas, documentários e telejornais. Está pra lá de preparado. Mas não vale bobear. Respire fundo e siga as dicas propostas.

Olho nos critérios

O que a banca examinadora leva em conta na hora da correção? São cinco critérios. Cada um vale 200 pontos. Vamos a eles?

1. Domínio da língua

: escreva a norma culta. Não significa palavras difíceis nem frases complicadas. Grafe as palavras como manda o dicionário. Nada de brincadeirinhas que a gente faz na internet. Respeite a concordância, a regência, o emprego e a colocação de pronomes.

2. Compreensão do tema

: entenda a ordem. Se o enunciado for "por que descriminar a maconha ", fale dos porquês (uso medicinal, redução do tráfico, diminuição da violência, maior controle). Não enrole. Rondar o tema sem chegar ao núcleo pode anular a prova. Se você, por exemplo, dissertar sobre os riscos da maconha para a saúde, fugirá do tema. Adeus!

3. Seleção e organização dos argumentos
: o Enem exige dissertação. Quem disserta defende um ponto de vista. Busque ideias, citações, exemplos pra sustentar sua tese. Não dê chance ao azar. Se você apresentar carta, poema, conto ou crônica, já era. É zero na certa.

4. Coesão

: palavras, orações, períodos, parágrafos não ficam soltos no texto. Uns conversam com os outros. A língua oferece recursos pra ligá-los. São preposições, conjunções, pronomes, partículas de transição que fazem o texto parecer uma equipe, não um monte de jogadores soltos, perdidões.

5. Proposta de solução

: o texto deve ser escrito na 3ª pessoa. Não dê a vez ao pronome eu. E, no final, proponha uma intervenção social pra resolver o problema. Seja abrangente. Convoque o governo, a família, a Igreja, ONGs para atingir o objetivo.

Planejamento do texto

Você vai escrever um texto de 30 linhas, não um verbete de enciclopédia. O primeiro passo é traçar um caminho. Um só. O desafio: especificar a ideia que tem na mente. Vamos lá? Siga este plano.

1. Leia o tema três vezes. Entenda-o.

2. Planeje o texto. Eis o passo a passo:

a. Tema: assunto geral da redação. Responde à pergunta o quê?

b. Delimitação do tema: aspecto do tema que vai ser tratado. É o quê do quê.

c. Objetivo: o que você quer com seu texto? Comece sempre com um verbo no infinitivo: expor, sugerir, apontar, denunciar, demonstrar, criticar.

d. Ideias do desenvolvimento: argumentos, exemplos, comparações, confrontos e tudo que ajuda na sustentação do ponto de vista que você quer apresentar ao leitor.

Eis um exemplo:


a. Tema: maconha

b. Delimitação do tema: descriminação da maconha

c. Objetivo: demonstrar que descriminar a maconha trará benefícios à sociedade

d. Ideias do desenvolvimento: a proibição da maconha não inibe o consumo: o tráfico corre solto, jovens caem nas malhas dos traficantes, praticam violências pra satisfazer o vício. Legalizada, a droga poderá ser usada como remédio, os traficantes perderão o interesse no negócio, menos jovens serão aliciados para engordar a fileira dos traficantes.

***

4. Redija. Comece pelo começo. Escolha uma frase bem atraente. Pode ser uma declaração, uma citação, uma pergunta, um verso, a letra de uma música. Depois desenvolva a tese. Cada ideia num parágrafo. Por fim, conclua. Lembre-se do fecho sedutor.

5. Seja natural. Imagine que o leitor esteja a sua frente ou ao telefone conversando com você. Fique à vontade. Espaceje suas frases com pausas. Sempre que couber, introduza uma pergunta direta. Confira a seu texto um toque humano. Você escreve para pessoas – gente igualzinha a nós.

6. Revise. Leia o texto devagarinho. Você atingiu o objetivo? Os argumentos convencem? O primeiro período fisgou o leitor? Ele fica louco pra prosseguir a leitura? A última frase deixa excelente impressão? Há palavras repetidas? Substitua-as por sinônimos e pronomes. Ou mude a estrutura do enunciado. Vírgulas, concordâncias, regência, colocação de pronomes, flexão de nomes e verbos merecem nota 10? Oba! Prepare-se. Uma vaga da universidade é sua.

PESQUISA DE CONCURSOS