Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

Sudeco convoca 21 mil candidatos para provas; são 100 oportunidades

25/07/2013 11:44

A Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) divulgou os locais de prova do concurso que oferta 100 vagas de níveis médio e superior. Os exames serão aplicados no próximo domingo, dia 28 de julho. Ao todo, inscrevam-se no certame 21.711 candidatos, gerando um concorrência média de 217 inscritos por chance. Os cargos com o maior número de cadastros foi o de agente administrativo, com 12.473 participações. A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) é banca organizadora do certame, que prevê vagas com lotação apenas na capital federal. Participam candidatos de nível médio para a função de agente administrativo, e de nível superior para os postos de analista técnico-administrativo, arquiteto, contador, economista, engenheiro, engenheiro civil e estatístico. As remunerações variam de R$ 2.570,02 a R$ 5.081,18. A prova objetiva será a única etapa do certame e acontecerá simultaneamente em Águas Claras, Ceilândia, Gama, Plano Piloto, Sobradinho e Taguatinga. A etapa será realizada no período da manhã para candidatos com ensino médio, e da tarde apenas para quem tem nível superior. Serão 60 questões sobre língua portuguesa, informática básica, legislação e ética na administração pública e conhecimentos específicos. Mas a disciplina de raciocínio lógico promete se destacar. Afinal, é uma daquelas matérias que é preciso ter facilidade, senão o jeito é procurar ajuda de quem entende do assunto. Segundo o professor da disciplina no IMP Vanderlan Marcelo, olhando para o edital o aluno tem tudo para se assustar pela quantidade de conteúdo listado, porém analisando sobre a ótica didática da disciplina não há nada de novo. "Duas provas já aplicadas pela Funcab (a primeira neste ano para a Polícia Civil do Espírito Santo e a segunda em 2010 para o Detran de Pernambuco) apontam e de certa forma tranquilizam quanto à simplicidade do que será cobrado. A banca costuma cobrar de forma objetiva questões com enunciados curtos, com nível de compreensão em nível abaixo das bancas que os brazilienses estão acostumados a lidar. São questões que os professores usam para ensinar a matéria de uma forma mais fácil". Mas todo cuidado é pouco, afinal os concurseiros em Brasília não estão muito familiarizados com a banca organizadora, uma vez que ela costuma aplicar provas em sua maioria em outros estados da federação. Portanto, o professor ainda recomenda que o aluno dê destaque para estudar os tópicos de equivalência do conectivo se,então, diagramas lógicos, as questões de associação de personagens aos seus pertences e com suas características (exemplo: Ana, Bruna e Carla, não necessariamente nessa ordem, tem três carros com cores azul, branco e amarelo...), além das definições sobre os termos todo e algum, e suas negações.

PESQUISA DE CONCURSOS