Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

STF retifica edital e diminui número de vagas; agora são 34 oportunidades

18/11/2013 13:20

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), banca organizadora do concurso do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgou nova retificação do edital de abertura. Antes com oferta de 36 vagas, agora a seleção passa a oferecer 34. Isso porque o cargo 7 (analista judiciário - área apoio especializado em medicina/ortopedia), com uma oportunidade, foi excluído. Além disso, o posto 3 (analista judiciário - área apoio especializado em comunicação social), que ofertava três chances, agora passa a ofertar apenas duas. O Cespe/UnB não informou o motivo da exclusão das vagas. Quem já se inscreveu e ficou insatisfeito com as alterações poderá solicitar devolução da taxa de inscrição (R$ 80) a partir das 9h de 19 de novembro até as 23h59 do dia 21 do mesmo mês, no site www.cespe.unb.br/concursos/stf_13. O prazo máximo para a devolução da taxa será 13 de dezembro, conforme consta na retificação. Para os candidatos que quiserem alterar a opção de cargo/área/especialidade, a banca dá o mesmo prazo da solicitação de devolução da taxa, no mesmo site. O concurso São agora ofertadas 34 chances para técnico (exige ensino médio) e analista judiciário (nível superior), cujos salários são de R$ 4.575,16 e R$ 7.506,55, respectivamente. Para a área administrativa podem concorrer graduados em qualquer curso. Já em apoio especializado podem se candidatar quem possui graduação em tecnologia da informação, jornalismo, engenharia elétrica, estatística, medicina e letras. E na área judiciária podem disputar graduados em direito. Na seleção, haverá provas objetiva e discursiva para o cargo de analista e serão aplicadas na data provável de 15 de dezembro, no turno da manhã, e constará de conhecimentos básicos e específicos. Para técnico as avaliações serão realizadas no turno da tarde, na mesma data. Os dois exames e a perícia médica aos candidatos que se declararem com deficiência serão realizados em Brasília. De acordo com o edital, os conhecimentos básicos exigidos na prova serão de língua portuguesa e inglesa, raciocínio lógico, noções de direitos constitucional e administrativo, legislação específica e regimento interno do STF. Confira o edital de abertura. Leia também: STF: especialistas ensinam estratégias de estudo Professor de regimento interno dá dicas para certame

PESQUISA DE CONCURSOS