Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Três órgãos abrem inscrições para 57 vagas; salários de até R$ 20 mil

09/01/2014 10:26

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô/SP); a Desenbahia, instituição financeira do governo baiano; e a Procuradoria-Geral do Mato Grosso do Sul (PGE/MS) abrem nesta quinta-feira (9/1) período de inscrições para 57 vagas. As oportunidades são de níveis médio e superior, com salários que chegam a R$ 6,2 mil. Confira as definições de cada certame a seguir. Metrô/SP São 34 chances imediatas, além de formação de cadastro reserva. As vagas são para todos os níveis de escolaridade, com salários que variam entre R$ 1.606,69 e R$ 6.275,94 em jornadas de trabalho que variam entre 20 e 40 horas semanais. Graduados concorrem aos postos de advogado júnior, analista de desenvolvimento gestão júnior (administração de empresas, arquitetura, biblioteconomia, ciências contábeis, ciências da computação, comunicação social, desenho industrial, economia, geologia, logística, matemática ou estatística, psicologia e recursos humanos), engenheiro júnior (ambiental, civil, elétrica, eletrônica, materiais, mecânica e segurança do trabalho), enfermeiro do trabalho e médico do trabalho. Quem concluiu o nível intermediário/técnico disputa as funções de técnico de segurança do trabalho, técnico sistemas metroviários (agrimensura, logística, civil, elétrica, manutenção corretiva ou restabelecimento/elétrica, materiais/elétrica, eletrônica, manutenção corretiva ou restabelecimento/eletrônica, materiais/eletrônica, mecânica, manutenção corretiva/mecânica e materiais/ mecânica), assistente administrativo (júnior, secretaria, gestão de serviço patrimonial e central de informação manutenção), oficial logística, auxiliar de enfermagem do trabalho e operador de transporte metroviário. Já quem tem o nível básico pode concorrer aos cargos de oficial manutenção instalações/civil, oficial manutenções (pintura industrial, serralheria, elétrica, mecânica e solda) e usinador ferramenteiro. Inscrições podem ser feitas até 7 de fevereiro, por meio do site da banca organizadora, a Fundação Carlos Chagas. As taxas são de R$ 47, R$ 67 e R$ 97, para níveis fundamental, médio/técnico e superior, respectivamente. Haverá provas objetivas em 23 de março - pela manhã, para cargos que exigem nível médio/técnico, e à tarde, para os postos de nível fundamental e superior. A seleção é válida por um ano, podendo ser prorrogada por igual período. Desenbahia A oferta é de 14 vagas de níveis médio e superior. Além das chances imediatas, há formação de cadastro reserva. A Empresa de Seleção Pública e Privada (ESPP) é a responsável pela organização. Os cargos de ensino médio são para escriturário e técnico de suporte de informática. Em nível superior, há oportunidades para administrador, advogado, arquiteto, arquivista, analista de desenvolvimento, analista de projetos, analista de sistemas, analista de suporte, contador, engenheiro agrônomo, engenheiro civil, jornalista. A remuneração para nível intermediário é de R$ 1.706, já graduados recebem R$ 3.648, exceto advogado, que embolsa a quantia de R$ 5.472. Interessados podem se inscrever até 5 de fevereiro, pelo site www.esppconcursos.com.br. As taxas custam R$ 25 (nível médio) e R$ 40 (superior). Na seleção haverá prova objetiva em 23 de fevereiro. Além disso, os candidatos passarão por prova de sanidade física, de caráter eliminatório. PGE/MS São nove vagas para procurador. Do total de chances, cinco por cento são destinadas a candidatos negros, índios e/ou deficientes. O salário para o posto é de R$ 20.848,86, um dos mais altos do país. Haverá prova objetiva em 16 de março, em Campo Grande. Para concorrer candidatos devem ser advogados inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e ter pelo menos dois anos de prática profissional. Além da avaliação objetiva, a seleção conta com provas escrita, oral e de títulos; além de investigação social e exame de saúde física e mental. Interessados podem realizar inscrições até 31 de janeiro, por meio do site www.concurso.ms.gov.br. A taxa custam R$ 147,20. O certame é válido por dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

PESQUISA DE CONCURSOS