Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Câmara dos Deputados tem mais de 50 mil candidatos inscritos

04/04/2014 12:53

A Câmara dos Deputados registrou 51.789 candidatos inscritos no concurso que oferta 113 vagas de nível médio e superior. A concorrência média geral é de 458 por chance. O cargo com maior participação foi o de técnico legislativo, com atribuição de agente de polícia legislativa, com 39.307 inscritos - concorrência de 655 por vaga. O segundo cargo com mais concurseiros foi o de analista legislativo, área de consultor legislativo da área XX, com 1.418 candidatos. Veja os demais cargos aqui. As duas provas objetivas para o cargo de analista legislativo terão duração de 3h30 cada e serão aplicadas no dia 13 de abril, respectivamente, às 8h e às 14h. Já as avaliações discursivas terão duração de 4h cada e serão aplicadas no dia 20 de abril, respectivamente, às 8h e às 14h. As provas objetivas e a discursiva para o posto de técnico legislativo terão duração de 5h e serão aplicadas no dia 20 de abril, às 14h. Veja os horários das provas objetivas e discursivas. Os locais onde os candidatos realizarão os exames serão disponibilizados nesta sexta-feira (4/4). O concurso oferta dois dos salários mais altos do funcionalismo público: R$ 12.286,61 e R$ 25.105,39, para técnico legislativo (agente de polícia legislativa) e analistas (consultor de orçamento e fiscalização financeira e consultor legislativo), respectivamente. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) é a banca organizadora do certame. De acordo com o documento de abertura da seleção, 53 vagas são para o cargo de analista legislativo, destinado a qualquer curso de nível superior. Além de 60 chances para e técnico legislativo, para quem tem nível médio. Veja aqui o edital de abertura. Provas Haverá provas objetivas, discursivas, avaliação de títulos (apenas para nível superior) e prova de aptidão física (somente para candidatos ao cargo de agente de polícia). Todas as etapas serão aplicadas em Brasília/DF. As provas objetivas para analistas terão 220 itens de certo e errado sobre língua portuguesa, inglesa e espanhola; processo legislativo e conhecimentos específicos. Já para técnicos serão 140 itens sobre português, legislação, informática, raciocínio lógico e conhecimentos específicos. Veja também: Câmara publica primeira retificação e aumenta salário de analistas. Sobre as provas discursivas para analista/consultor de orçamento e fiscalização financeira serão cobradas uma dissertação, duas emendas com justificativa, e dois pareceres. Já para consultor legislativo (exceto área XX): uma dissertação, um discurso, uma minuta e um parecer de proposição. E para consultor legislativo (área XX): uma dissertação, um resumo, e dois discursos (uma favorável e outro contra). Inscritos a técnico farão apenas uma dissertação. Os testes físicos para agentes de polícia serão compostos por teste de barra (dinâmico para homens, e estático para mulheres), teste de corrida de ir e vir e corrida de 12 minutos. Assista dicas de aprovação aqui.

PESQUISA DE CONCURSOS