Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Sancionada lei que cria 2.845 vagas para a carreira socioeducativa do DF

Novo concurso será para os cargos de atendente, técnico, auxiliar e especialista

06/06/2014 07:33 | Atualização: 06/06/2014 08:06

Lorena Pacheco

O governador Agnelo Queiroz sancionou a Lei 5.351 que cria 2.845 vagas para a carreira socioeducativa do Distrito Federal. Desse total, 1.500 são para atendentes de reintegração socioeducativo, 700 para técnico socioeducativo, 500 para especialista socioeducativo e 145 para auxiliar socioeducativo.


Segundo a nova legislação, o provimento desses cargos será feito por meio de concurso público de prova ou de provas e títulos. O certame ainda poderá ser composto por avaliação psicológica, teste de capacidade física, investigação social e curso de formação, sempre de acordo com as especificidades de cada cargo.


Poderão concorrer candidatos com nível médio e superior para uma jornada de 30 a 40 horas semanais de trabalho. Os salários vão variar de R$ 2.040,52 (padrão inicial de terceira classe) a R$ 8.008,47 (padrão final da classe especial), conforme a evolução da carreira.


A lei foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (5/6) e teve autoria do poder Executivo.


PESQUISA DE CONCURSOS