Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

32 oportunidades na Rede Sarah

Vagas abertas níveis técnico e profissionalizante em oito cidades selecionam candidatos. Salários variam de R$ 3,6 mil a R$ 5 mil

30/01/2017 14:33 | Atualização: 30/01/2017 19:58

Bruna Andrade*

 Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press
Interessados em trabalhar na Rede Sarah de Hospitais têm pouco mais de dois meses antes das provas para se preparar. A instituição oferece 32 oportunidades em cargos de níveis técnico e profissionalizante em Brasília, Belém, Belo Horizonte, Fortaleza, Macapá, Rio de Janeiro, Salvador e São Luís. A contratação é pela Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), e a jornada é de 44 horas semanais. Os interessados em ser desenhista projetista - instalações elétricas e hidráulicas podem concorrer a uma vaga no DF.  As chances para oficial de manutenção - marcenaria são distribuídas entre Brasília (2), Belém (1), Belo Horizonte (2), Fortaleza (2) e Salvador (1).

Para os cargos de oficial de manutenção - serralheria, as oportunidades são em Brasília (2), Fortaleza (1), Macapá (1), Salvador (2) e São Luís (1). Aqueles que se interessam pelo cargo de operador de manutenção - ferramentaria têm chances em Brasília (1), Fortaleza (1), Rio de Janeiro (1), Salvador (1) e São Luís (1). Os que desejam trabalhar como técnico em manutenção - edificação poderão atuar em Brasília (1), Belém (1), Belo Horizonte (1), Fortaleza (1), Macapá (1) e Salvador (1). Já para o cargo de técnico em manutenção - eletrônica, as oportunidades se encontram em Brasília (2), Belo Horizonte (1), Salvador (1) e São Luís (1). 
Para todos as vagas, é necessário ter ensino médio completo. No caso de desenhista projetista - instalações elétricas e hidráulicas, de técnico em manutenção - edificação e de técnico em manutenção - eletrônica, é necessário ter curso técnico e experiência de seis meses na área. As demais posições não exigem capacitação específica, porém cursos e experiências são desejáveis.

Os testes

A seleção, organizada pela Associação das Pioneiras Sociais (APS), terá prova objetiva composta por 50 questões, 30 delas de conhecimentos específicos da área escolhida, 10 de informática e 10 de língua portuguesa. Para os cargos de desenhista projetista - instalações elétricas e hidráulicas, de operador de manutenção - ferramentaria, de técnico em manutenção - edificação e de técnico em manutenção - eletrônica, haverá duas questões discursivas.

No caso do exame do cargo de desenhista, será permitido levar régua transparente de até 30cm. Os exames discursivos e objetivos serão no mesmo dia, com duração de quatro horas. Uma prova prática será aplicada aos cargos de oficial de manutenção - marcenaria e oficial de manutenção - serralheria entre 24 de abril e 12 de maio. Depois dos testes, os aprovados serão chamados para um treinamento obrigatório, durante o qual receberão bolsa (que varia de R$ 1,9 mil a R$ 3 mil, dependendo do cargo).

Dicas de estudo

Na opinião de Regina Patrícia Coelho, professora de português do Curso Professor Filemon, as partes da disciplina que devem ser consideradas mais difíceis pelos concurseiros no certame são a significação das palavras, que se relaciona ao significado de termos no contexto do texto, e a reescrita de frases e parágrafos. “Isso porque a maioria dos candidatos lê pouco e não acompanha jornais, que poderiam enriquecer os arcabouços de informações deles”, diz. “Deve-se levar em consideração ainda os mecanismos de coesão textual — elementos que ligam as estruturas do texto. Exemplo: eu disse que compraria um carro novo e o fiz. Nesse caso, o ‘o’ retoma a informação ‘comprar um carro novo’, logo é um elemento de coesão referencial anafórico”, explica. “Quanto às cobranças de concordância e regência verbal e nominal, pontuação e emprego do sinal indicativo de crase são os conteúdos em que mais se comete erro”, acrescenta.

Professor de informática da Rede Educacional Alub, Renato Mafra Richard Gonçalves, considera que o maior desafio no edital é a variedade de programas citados. “O candidato deve prestar atenção, principalmente, ao Pacote Office, da Microsoft, e ao Libre Office, que não pode ser deixado de lado apesar de ser menos usado”, afirma. É preciso dar ainda especial atenção aos conhecimentos sobre atalhos de teclado e novidades do Windows 10. “É necessário se planejar antes de aprender: tem gente que estuda demais, mas não consegue ver tudo o que está no edital antes da prova”, alerta. Por isso, é preciso planejar os estudos.

Tacilio Cordeiro da Silva, professor de marcenaria e coordenador de curso na área no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), na unidade Roberto Mange, em Anápolis (GO), observa que o conteúdo mais difícil nesse ramo é desenho técnico, porque o interessado deve saber compreender um projeto de móvel. “Hoje em dia, existem muitos marceneiros, mas nem todos têm o domínio necessário. É preciso ter noção de tudo, ou seja, ler, interpretar e entender bem de madeira.” De acordo com Tacilio, o conteúdo cobrado na prova está dentro de tudo que um marceneiro deve saber. Ele indica que os concurseiros busquem consultar e revisar materiais na internet, pois é acessível para a grande maioria das pessoas.

Em busca de uma chance

Arquivo Pessoal
Felipe estuda durante duas horas por noite de olho na prova
Felipe Oliveira de Mesquita, 24 anos, fará a prova de olho no cargo de técnico em manutenção - edificação. Vendedor de material de construção em Fortaleza (CE), ele dedica duas horas diárias do tempo livre à preparação. O jovem aposta em resolver questões de concursos anteriores. O cearense tem mais dificuldade no conteúdo de informática, especialmente nas áreas de sistemas operacionais, Windows 10 e Libre Office. “Estou dando o meu melhor, porque vou trabalhar em uma área que tenho vontade, que envolve alvenaria, hidráulica e construção”, comenta. 

 

Passe bem/Português

Considerando as ideias e as estruturas linguísticas do texto, julgue o próximo item.
A supressão das vírgulas logo após “genéricos” e “citados”, no trecho “Os genéricos, que, de início, aderiram a todos os preceitos citados, adquiriram fama e distribuição ampla em todo o mundo”, não incorreria em erro gramatical, mas, sem elas, a interpretação do termo “Os genéricos” seria restringida.

Comentário:
As vírgulas após “genéricos” e “citados” demonstram que a oração inserida entre elas é explicativa, ou seja, uma oração subordinada adjetiva explicativa. A supressão delas provocaria alteração semântica; o sentido seria de restrição: não são quaisquer genéricos, mas apenas os “Os genéricos que, de início, aderiram a todos os preceitos citados”. Tal oração é subordinada adjetiva restritiva. Dessa forma, muda-se a interpretação.

Questão de língua portuguesa retirada da prova do Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe) para o cargo de técnico administrativo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2016, comentada pela professora de português Regina Patricia Coelho

Gabarito: certo

O que diz o edital

Seleção da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação
Inscrições: encerradas na última quarta-feira (25); confira o edital em www.sarah.br
Taxa: R$ 48 (operador de manutenção - ferramentaria), R$ 55 (oficial de manutenção - marcenaria e oficial de manutenção - serralheria) ou R$ 70 (desenhista projetista - instalações elétricas e hidráulicas, técnico em manutenção - eletrônica e técnico em manutenção - edificação)
Vagas: 32
Salários: R$ 3.682,25 (oficial de manutenção - serralheria, operador de manutenção - ferramentaria e oficial de manutenção - marcenaria) e R$ 5.083,55 (técnico em manutenção - eletrônica, técnico em manutenção - edificação e desenhista projetista - instalações elétricas e hidráulicas)
Provas: 12 de março
Locais: Brasília, Bahia, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro, São Luís e  Macapá
 
 
* Estagiária sob supervisão de Ana Paula Lisboa

PESQUISA DE CONCURSOS