Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Imbel realiza novo processo seletivo com 29 vagas

Chances são para profissionais de nível médio

29/08/2017 11:10

Do CorreioWeb

Centro de Comunicação Social do Exército/Divulgação
A Indústria de Material Bélico do Brasil (Imbel), empresa vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Comando do Exército, está realizando seleção para contratação de profissionais para a produção de produtos de defesa, tendo em vista o aumento transitório no volume de encomendas nas áreas de defesa e segurança no país, bem como a ausência de candidatos e de cadastro reserva do último concurso público. Os aprovados serão lotados na fábrica Presidente Vargas, situada em Piquete/SP, e o certame será organizado pela própria empresa. 

São 21 vagas para o cargo de operador de produção, com remuneração de R$ 1.256,50, oito para o cargo de técnico em química e uma para técnico em controle de qualidade. Para estes é necessário, além do nível médio completo, nível técnico na área, e a remuneração é de R$ 1.702,36. Todos os cargos exigem experiência mínima comprovada de seis meses.

Os candidatos serão avaliados por meio de análise curricular e entrevista. Os aprovados nessas etapas passarão então por um exame médico admissional. A contratação é pelo período de um ano, podendo ser prorrogada por igual período uma única vez.

Participe


A inscrição é gratuita, os interessados a alguma das vagas deverá mandar o currículo ao e-mail curriculos.fpv@imbel.gov.br entre os dias 4 e 15 de setembro. 

Último concurso


Em 2016 foram mais de 20 mil inscritos para o certame que visava formar cadastro reserva para cargos de nível fundamental, médio e superior. Os salários variavam de R$ 1.202,70 a R$ 4,480,89, e os aprovados foram lotados Distrito Federal, sede da Imbel, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

As oportunidades de nível fundamental foram para ajudante geral, auxiliar de laboratório e brigadista. Candidatos de nível médio puderam concorrer para diversos cargos, entre eles guarda, motorista, fundidor, galvanizador, inspetor de qualidade, operador (de caldeira, produção e utilidades industriais), preparador de máquinas, eletricista, encanador, instrumentista, mecânico, pintor, soldador, projetista, técnico (eletricidade, eletrônica, mecatrônica, metalurgia, metrologia, química, radiologia, enfermagem, administrativo, entre outros) e assistente administrativo.

Já os graduados disputaram as vagas de  analista (contábil, recursos humanos e de sistemas), contador administrador, supervisor de TI, advogado, engenheiro (controle de qualidade, meio ambiente, produção, segurança do trabalho, telecomunicações, elétrico, eletrônico, mecânico, mecatrônico, químico e metalúrgico) e médico do trabalho.

PESQUISA DE CONCURSOS