Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

GDF vai nomear 200 agentes penitenciários até o fim de novembro

O concurso é de 2014 e o curso de formação foi concluído em agosto deste ano

10/11/2017 11:00 | Atualização: 10/11/2017 11:23

Mariana Fernandes

O governo do Distrito Federal anunciou que vai nomear, até o fim deste mês, 200 novos agentes penitenciários. O concurso foi homologado nesta quinta-feira (9/11). As nomeações serão divulgadas no Diário Oficial do Distrito Federal.

O concurso é de 2014 e o curso de formação foi concluído em agosto deste ano.

A convocação é possível porque o Distrito Federal saiu do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal em outubro. "Tenho a certeza de que, com isso, vamos melhorar a qualidade do nosso atendimento no sistema prisional", disse Rollemberg.





Relembre


Os aprovados aguardavam a homologação do concurso desde 18 de outubro. Entretanto, na ocasição o GDF suspendeu o resultado e a Secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), informou que a data do cronograma era apenas uma estimativa para a conclusão de todas as etapas do concurso e  que haviam sido identificadas "falhas administrativas" que impossibilitam, por ora, a homologação do curso de formação. As "falhas" citadas diziam respeito aos documentos dos instrutores do curso. 

A notícia de homolagação chegou como um alívio para os aprovados. A aspirante ao cargo Graziela Carlos Barbosa afirmou que tinha receio de que as contratações não se dessem neste ano. Segundo ela, este concurso foi rodeado de problemas."Eventualmente a gente recebia informação de que o curso de formação poderia parar a qualquer momento, poderia ser suspenso no meio do processo. Desde que a gente fez a primeiro prova desse concurso, nunca mais tivemos paz. Desde o resultado preliminar da prova objetiva até agora diante da homologação do concurso, só conseguimos as coisas fazendo manifestações", finalizou.

"Agora estamos muito felizes. Depois de três anos correndo atrás desse concurso, finalmente seremos empossados. A Seplag e o GDF cumpriram com o prometido", disse.

O edital do concurso prevê 200 vagas para provimento imediato (sendo 40 para pessoas com deficiência) e 900 para cadastro reserva. Além de prova objetiva, os candidatos passaram por teste de aptidão física, avaliação psicológica,  sindicância de vida pregressa e investigação social.

PESQUISA DE CONCURSOS