Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

Ibram é autorizado a abrir nova seleção com 100 vagas

As chances serão para chefe de brigada, chefe de esquadrão e brigadista florestal

04/07/2018 11:16 | Atualização: 05/07/2018 14:49

Mariana Fernandes

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
A Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag/DF) autorizou um novo processo seletivo para o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Ibram). A seleção objetiva contratar de 100 profissionais e formação de cadastro reserva. A informação foi publicada no Diário Oficial do DF nesta quarta-feira (4/7).

Serão quatro vagas para chefe de brigada, 16  vagas de chefe de esquadrão e 80 de brigadista florestal, além da formação de cadastro. As contratações serão por tempo determinado por período de até seis meses.

Última seleção


O Instituto  abriu, em 2015, o último processo seletivo simplificado para a contratação temporária de 121 profissionais. Das chances, 31 foram de provimento imediato e 90 para cadastro reserva. Os postos foram: chefe de brigada, que exige nível médio; brigadista chefe de esquadrão e brigadista de combate a incêndios florestais (ambos exigem apenas quer o candidato seja alfabetizado). 

O contrato teve duração de quatro meses e ofereceu remuneração que vai de R$ 1.182 a R$ 1.970, por 40 horas semanais de trabalho. O órgão ainda ofereceu seguro acidente para os profissionais. O processo seletivo consiste na análise de documentação, de caráter eliminatório e classificatório, e teste de aptidão física e de habilidade no uso de ferramentas agrícolas.

Para participar, o candidato ainda precisava ter certificado de curso para brigadas para a prevenção e combate aos incêndios florestais fornecidos pelo Ibama, ICMBio, Corpo de Bombeiros Militar ou órgãos ambientais estaduais. 

Reprodução
Sobre o Ibram 

O Instituto foi criado em 2007  para ser o órgão executor de políticas públicas ambientais e de recursos hídricos no Distrito Federal. Tem como missão executar e fazer executar as políticas de meio ambiente, bem como controlar e fiscalizar o manejo de recursos hídricos a fim de propiciar o desenvolvimento sustentável do DF.
 

PESQUISA DE CONCURSOS