Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

Sem concurso há mais de 10 anos, DER/DF tem expectativa de nova seleção em breve

O último concurso público foi realizado em 2008 e o departamento reconhece a necessidade e a expectativa de um novo certame

24/01/2019 10:55 | Atualização: 24/01/2019 13:54

Mariana Fernandes

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press
Sem concurso público há mais de 10 anos, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal(DER/DF) confirmou ao Correio a expectativa de um novo certame em breve. De acordo com o órgão, há um estudo sendo realizado para avaliar as reais necessidades do órgão em relação aos servidores. Entretanto, ainda não há informações sobre cargos, salários, nem números de vagas.

A autarquia também informou que um novo concurso teria como objetivo preencher cargos vagos do quadro de servidores, que é de 1.200 funcionários, e atualmente apenas 961 servidores estão ativos. Ou seja, há 239 cargos desocupados.

Ainda de acordo com o DER/DF, os cargos que possuem maior déficit são os administrativos, de engenharia, de trânsito, de faixa de domínio e de meio ambiente.

A expectativa por uma nova seleção aumenta também entre os concurseiros, visto que estão previstas 289 vagas aprovadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias do Distrito Federal (LDO DF). 

As vagas previstas na LDO DF estão distribuídas da seguinte maneira:
  • 41 para analista de atividade rodoviária
  • 134 para técnico de atividades rodoviárias
  • 60 para agente de trânsito rodoviário
  • 54 para agente de atividades rodoviárias
O salário atual, de acordo com o DER/DF, para o cargo de analista é de R$ 2.891,27 e para técnico é de R$ 2.231,09.

Reestruturação de cargos

Em novembro do ano passado, o DER/DF publicou no Diário Oficial a reestruturação da carreira de gestão e fiscalização rodoviária, composta por 1.200 cargos, onde a nomeclatura e a escolaridade exigida sofreram modificações. 

Antes, os cargos de analista de gestão e fiscalização rodoviária e agente de trânsito rodoviário exigiam apenas ensino médio completo. Agora, exigem nível superior.  Já o cargo de agente rodoviário de gestão e fiscalização rodoviária exigia nível fundamental, e agora é necessário ter nível médio.

Veja como ficou:

Nível superior
  • Analista de atividades rodoviárias passa a ser especialista de gestão e fiscalização rodoviária e exige nível superior, com formação específica (130 cargos)
  •  Técnico de atividades rodoviárias passa a ser analista de gestão e fiscalização rodoviária(600 cargos) 
  • Agente de trânsito rodoviário ( 200 cargos)

Nível médio
  • Agente de atividades rodoviárias passa a ser agente rodoviário de gestão e fiscalização rodoviária (270 cargos) 

Provas

A estrutura das provas do próximo concurso público também já foi definida no documento publicado em novembro passado. O certame será composto de prova escrita, exame psicotécnico, prova física e investigação de vida pregressa. Os candidatos ao cargo de  especialista de gestão e fiscalização rodoviária também serão avaliados por prova de títulos e inscrição no respectivo conselho de classe. 

O DER/DF também poderá instituir cursos de formação continuada voltados para capacitação, especialização e aperfeiçoamento do servidor na carreira.  Os critérios de avaliação de cada etapa serão fixadas no edital. 

Atribuições dos cargos

Carreira de gestão e fiscalização rodoviária: 
  •  Gestão, planejamento, coordenação, fiscalização e execução de atividades técnicas, administrativas, logísticas e de atendimento no âmbito de competência do DER/DF;
  • Coordenação, execução e apoio às atividades técnicas, administrativas, logísticas e de atendimento relacionadas com a competência do DER/DF, fiscalizações e operações de trânsito e de faixa de domínio, e suporte técnico-operacional nas vias do sistema rodoviário e nas unidades do DER/DF;
  • Execução e suporte operacional às atividades técnicas, administrativas, logísticas e de atendimento no âmbito de competência do DER/DF.

Especialista de Gestão e Fiscalização Rodoviária: Gestão, coordenação, fiscalização e execução de atividades técnicas, administrativas, logísticas e de atendimento no âmbito de competência do DER/DF;

Analista de Gestão e Fiscalização Rodoviária: Execução e apoio às atividades técnicas, de fiscalização, administrativas, logísticas e de atendimento, no âmbito de competência do DER/DF;

Agente de Trânsito Rodoviário: Atividades de fiscalização e operação do trânsito e suporte técnico-operacional nas vias do sistema rodoviário e nas unidades do DER/DF;

Agente Rodoviário de Gestão e Fiscalização Rodoviária: suporte de engenharia e operacional às atividades técnicas, administrativas, de fiscalização, logísticas e de atendimento no âmbito de  competência do DER/DF.

Último concurso

O último concurso do DER/DF foi realizado em 2008. A seleção contratou 221  servidores nos cargos de técnico e analista de atividades rodoviárias. O concurso foi organizado pelo Instituto Cetro e foi composto de provas objetivas, para todos os cargos, e exames discursivos, práticos e avaliação psicológica para cargos específicos. 

Para nível médio, houve vagas para as especialidades de agente administrativo, desenhista, motorista, operador de máquinas, técnico em contabilidade, técnico de estradas, técnico de trânsito rodoviário, técnico em edificações, técnico operacional em faixas de domínio. Já para nível superior, as chances foram para as funções de administrador, analista de sistemas, arquiteto, biólogo, direito e legislação, engenheiro civil, engenheiro florestal, estatístico, geógrafo e geólogo. 

A remuneração variava de R$ 2.231,09 para profissionais de nível intermediário a R$ 2.891,27 para profissionais com graduação. O regime de trabalho é de 40 horas semanais. 

Neste último certame, além das 221 vagas previstas, foram chamados mais 651 servidores para compor o órgão. Sendo assim, foram nomeados 872 servidores ao total.

PESQUISA DE CONCURSOS