Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

Atualidades: especialistas listam temas que podem cair em concursos este ano

Quem vai prestar concurso público neste ano, precisa ficar ligado em alguns acontecimentos recentes. Separamos uma lista para você, confira!

02/04/2019 11:00 | Atualização: 02/04/2019 15:10

Letícia Cunha*

Marcos Santos/USP Imagens
Se você é daqueles concurseiros que não vê nada na frente a não ser o edital e apostilas, é melhor ficar ligado. Estar bem informado sobre o que está acontecendo regional, nacional e mundialmente, e ainda de forma habitual, pode ser seu diferencial na hora de passar em um concurso público. A disciplina de atualidades costuma ter participação especial em diversos editais e muitas vezes não é valorizada entre as demais matérias, pegando desprevenido quem não se preparou. 


Por isso, conversamos com especialistas no assunto que selecionaram alguns temas que os concurseiros precisam ficar atentos e podem aparecer nas prova de seleções deste ano. Confira: 

Segundo a professora Rebecca Guimarães, do Gran Cursos Online, o conteúdo de atualidades costuma ser voltado para acontecimentos dos últimos três meses, diferente da disciplina de conhecimentos gerais, que envolve informações sobre história e geografia, ou seja, acontecimentos mais antigos.

Para quem vai realizar algum concurso no ano de 2019, a professora recomenda ficar atento na reforma da previdência, que é um dos temas mais discutidos no momento. “É importante saber que hoje a maioria da população brasileira está em idade adulta, chamada janela demográfica, e que, fatalmente, daqui alguns décadas já teremos maioria idosa. E quando a maioria da população está em idade idosa é quando a sociedade enfrentará os maiores gastos”, explica Guimarães.

Há, também, outros acontecimentos importantes que devem ser levados em considerações, como o Fórum Econômico Mundial, que aconteceu em Davos, na Suíça, em janeiro deste ano, e a saída do Reino Unido da União Européia, apelidada de Brexit.

As últimas recomendações da especialista são notícias políticas: a situação de crise que ocorre na Venezuela, o Grupo de Lima e seu autodeclarado presidente interino, Juan Guaidó; greve no governo dos Estados Unidos e a polêmica sobre o muro na fronteira com o México; e a visita de Maurício Macri ao Brasil. Para concursos com provas marcadas daqui uns meses, há um acontecimento recente que pode inspirar perguntas: ida de Bolsonaro aos Estados Unidos.

 

A professora destaca que muita questões de atualidades podem estar contextualizadas de acordo com o cargo. "O concurso da Sedestmidh, por exemplo, pode cobrar informações sobre as Regiões Administrativas mais carentes, sobre a desigualdade socioeconômica do DF." Mas nem sempre as questões obedecem ao perfil do cargo ou órgão do concurso prestado, por isso é bom que o candidato esteja preparado para itens sobre história, geografia, sociedade, economia e política.

 
Já o professor Jefferson Urani, que ministra aulas de atualidades e realidade do DF + Ride no IMP Concursos, aconselha prestar atenção no tema de meio ambiente. Além do incidente na barragem de Brumadinho, ocorrido em janeiro deste ano, um outro tópico importante foi a 24ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 24) no ano passado, na Polônia. Por questões financeiras, o presidente Jair Bolsonaro solicitou que nosso país não sediasse a próxima conferência, em 2025, dando lugar ao Chile. 


“A onda de violência no Ceará no começo desse ano é uma pauta que pode vir a cair nos próximos concursos. Assim como as manifestações dos coletes amarelos, na França, muito similares com as que tivemos no Brasil em 2013”, relata Urani. 

 

Como estudar  

Na era da internet e das redes sociais, saber selecionar o conteúdo em meio a uma gama de conteúdo é um desafio. E além de selecionar, saber distinguir o que de fato aconteceu das famosas fake news também é importante. Nesse sentido, Urani afirma que o melhor jeito de estudar atualidades é ter um estudo direcionado, em um cursinho preparatório, presencial ou online, pois o professor já tem noção do que vai cair em provas, então consegue orientar melhor o aluno. E, fora da sala de aula, ele aconselha acompanhar noticiários e jornais para acumular conhecimentos de conceitos básicos. Guimarães, por sua vez, recomenda baixar aplicativos de jornais e comprar o guias de atualidades em bancas de jornais. 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco


PESQUISA DE CONCURSOS