Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

Secretaria de Educação do DF lança seleção para alfabetizadores voluntários

Inscrições devem ser realizadas presencialmente

02/08/2019 12:51 | Atualização: 02/08/2019 14:03

Victória Olímpio*

Divulgação/SEDU
Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF) lançou o edital do processo seletivo simplificado para assistentes de alfabetização. Os voluntários irão atuar no Programa Mais Alfabetização com estudantes matriculados nos 1º e 2º anos do ensino fundamental. 
 
O assistente poderá atuar em dois tipos de Unidades Escolares - UEs: vulneráveis (período de 10h semanais por turma) ou não vulneráveis (período de 5 horas semanais por turma). Os aprovados receberão mensalmente, o ressarcimento de despesas de transporte e alimentação variando entre R$ 150 e R$ 300, por turma atendida. O atendimento realizado não pode, somados, ultrapassar 40 horas semanais.

A cada assistente de alfabetização poderá ser atribuída no máximo 4 turmas em UEs consideradas vulneráveis e, no máximo 8 turmas quando em UEs consideradas não vulneráveis. De acordo com o edital, o serviço voluntário não gerará vínculo funcional ou empregatício e nem obrigações trabalhistas, previdenciários ou de qualquer outra natureza.

As vagas serão disponibilizadas pela UE, de acordo com o número de turmas e a organização do trabalho pedagógico da escola. Os interessados devem se inscrever de 5 a 7 de agosto, na unidade escolar cuja vaga é pretendida. Não haverá taxa de inscrição. 

No momento da inscrição, os candidatos devem levar ficha de inscrição preenchida, Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência, certidão de antecedentes criminais, certificado de conclusão de curso, histórico escolar e comprovante de matrícula da universidade (quando se tratar de estudante universitário) e comprovante de experiência profissional na área de docência, preferencialmente em alfabetização.

Para participar é necessário ter idade mínima de 18 anos, ser brasileiro e estar no mínimo, cursando licenciatura em pedagogia, matemática ou letras (com habilitação em língua portuguesa). Os candidatos serão avaliados por análise de currículo e entrevista. 
 
Dentre as atribuições do cargo de assistente estão: apoiar o professor alfabetizador, participar do planejamento das atividades juntamente com a coordenação do programa na escola, acompanhar o desempenho escolar dos estudante e elaborar e apresentar à coordenação, relatório dos conteúdos e atividades realizadas mensalmente. 

A previsão é que os voluntários sejam lotados em Brazlândia, Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto, Cruzeiro, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho e Taguatinga.


* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

PESQUISA DE CONCURSOS