Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

PF: Cespe/UnB altera dias para alteração de opção para vagas reservadas a negros

Pedidos interpostos no período anterior não serão considerados. Candidatos agora terão os dias 8 e 9 de dezembro para realizar a alteração

02/12/2014 09:52

Do CorreioWeb

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) anunciou que os pedidos de alteração de opção para concorrer às vagas reservadas candidatos negros, referentes ao concurso com 600 vagas de agente da Polícia Federal (PF), realizados nos dias 25 e 26 de novembro não serão aceitos. Candidatos agora terão os dias 8 e 9 de dezembro para realizar a alteração, por meio do site da organizadora.

Entenda o caso
A suspensão se deu após a 1ª Vara Federal de Uberlândia/MG ter acolhido ação proposta pelo Ministério Público Federal (MPF), que pretendia garantir o acesso de pessoas com deficiência ao cargo. O documento pedia que o exame de aptidão física e o curso de formação fossem adaptados aos candidatos que concorrem dentro dessa reserva de vagas.

Em defesa, a Advocacia-Geral da União (AGU) alegou que os motivos da suspensão contrariavam julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e afrontava o princípio da isonomia. Os procuradores destacaram, ainda, que o edital assegurava o acesso da pessoa com deficiência ao concurso, porém não poderia haver prejuízo à Administração Pública quanto ao desempenho do cargo. De acordo com a AGU, a adaptação das etapas a candidatos com deficiência seria “inviável, tanto acadêmica como tecnicamente”.

O relator do recurso no TRF-1 acatou os argumentos apresentados pela AGU e derrubou a liminar de suspensão até o pronunciamento definitivo do colegiado. Os agentes da PF executam investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigem veículos policiais, cumprem medidas de segurança orgânica, e desempenham outras atividades de natureza policial e administrativa.

O concurso
Ao todo, são 600 vagas para o posto de agente, com remuneração de R$ 7.514,33. Podem participar candidatos com qualquer curso de nível superior. Do total de chances, 30 são reservadas a pessoas com deficiência. Outros 20% são destinados a candidatos negros. Não há formação de cadastro reserva.

O concurso é composto por provas objetivas e discursivas, exame médico, avaliação psicológica e investigação social. As provas objetivas serão aplicadas no dia 21 de dezembro, no turno vespertino. Candidatos ainda farão curso de formação, de caráter eliminatório, a ser realizado no Distrito Federal em regime de internato.

Para conferir o edital na íntegra, clique aqui.

De acordo com o edital, para a escolha de lotação serão disponibilizadas vagas, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira.

PESQUISA DE CONCURSOS