Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Polícia Militar do DF abre concurso com 50 vagas para oficiais

Os interessados podem se inscrever de 8h de 18 de dezembro até 8 de fevereiro de 2017, com taxa de R$ 88

18/11/2016 10:46 | Atualização: 18/11/2016 13:19

Mariana Fernandes

Breno Fortes/CB/D.A Press
O edital da Polícia Militar do Distrito Federal foi publicado nesta sexta-feira (18/11).São 50 vagas para o curso de formação de oficiais policiais militares, sendo 45 para candidatos do sexo masculino e 5 para candidatas do sexo feminino. Além disso, existem mais 150 vagas destinadas ao cadastro de reserva. Confira aqui o edital completo.

Para se candidatar é necessário ter formação em qualquer área de nível superior,idade entre 18 e 30 anos, altura mínima de 1,65 (homens) e 1,60 (mulheres).

Os interessados podem se inscrever de 8h de 18 de dezembro até 8 de fevereiro de 2017, com taxa de R$ 88. Basta entrar no site da banca organizadora, o Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES). É possível requerer a isenção da taxa, que ficará aberta entre os dias 5 de novembro a 9 de dezembro de 2016.

Os locais, datas e horários de aplicação das provas objetiva e discursiva serão divulgados no site da banca, na data provável de 3 de março de 2017.

As provas serão aplicadas na data prevista de 12 de março de 2017, no turna da tarde e com duração de 5 horas. O certame será composto por provas objetiva e discursiva, teste físico e psicotécnico. Além disso, o candidato vai precisar se submeter a exames médicos, investigação social da vida pregressa e prova de títulos.  As provas serão aplicadas em Brasília.

Remuneração e evolução da carreira

Durante o primeiro e segundo ano, o salário será de R$ 5.202,59. No  terceiro ano, o valor é de R$ 6.112,87. No quarto, como aspirante a  oficial, o aprovado terá o salário de R$ 10.147,13.Por fim, já como segundo  tenente, o salário pode chegar a R$ 11.894,25.

Durante o curso de formação o candidato incluso na PMDF é matriculado no  CFOPM na condição de Cadete, com as seguintes atribuições (descrição  sumária): exercer atividade estudantil, em regime de dedicação integral  (semi-internato e internato), e demais atividades internas e externas  atreladas à sua formação, durante o período de duração do CFOPM,
conforme normas em vigor e regulamentos da Escola de Formação de Oficiais  (EsFO).

Após o curso de formação e durante o estágio probatório, como Aspirante-a- Oficial PM, e após a promoção ao 1º posto do oficialato (2º Tenente) o  policial militar cumprirá as atribuições e obrigações inerentes ao cargo,  no sentido de exercer atividades compatíveis com o correspondente grau  hierárquico, abrangendo a direção, fiscalização, supervisão, coordenação,  planejamento, orientação, execução e controle da administração policial  militar e das operações policiais militares, bem como presidir  procedimentos administrativos e de polícia judiciária militar, na forma da  legislação ou regulamentação específica.

O Aspirante-a-oficial PM exercerá atividades inerentes aos oficiais  subalternos (tenentes), com atribuições e deveres semelhantes, respeitadas  as restrições previstas em leis, regulamentos e instruções pertinentes,  conforme relacionado a seguir: exercer o comando de pelotão e de operações  policiais típicas de Polícia Militar; desenvolver e coordenar ações policiais típicas de Polícia Militar; manter a hierarquia e a disciplina;  coordenar, controlar e executar as atividades específicas de Polícia   Militar ou de interess da segurança pública; supervisionar o policiamento ostensivo; coordenar os  recursos humanos e logísticos da Corporação;  assessorar o comando,  participando do planejamento de ações e operações; coordenar, supervisionar, fiscalizar e realizar as atividades de inteligência  policial, quando designado; desenvolver processos e procedimentos administrativos militares; atuar na coordenação da comunicação social;  promover estudos técnicos e de capacitação profissional; representar à autoridade competente sobre questões de natureza penal militar; presidir inquéritos policiais militares, sindicâncias e outros procedimentos de natureza  criminal ou administrativa; promover a segurança pública através  de atividades preventivas e repressivas imediata nos diversos tipos e modalidades de policiamento; executar tarefas do posto  superior, desde que esteja na condição de Interino ou em Exercício, e, quando estritamente necessário; e assessorar o Comando da  Corporação nos assuntos relacionados à sua área específica.

Das condições gerais de exercício do cargo

O aprovado vai trabalhar tendo contato cotidiano com o público, de forma individual ou em equipe, sob supervisão  permanente, em ambiente de trabalho que pode ser fechado ou a céu aberto, a  pé, montado ou em veículos, em horários diversos (diurno, noturno ou em  rodízio de turnos). Atuar em condições de pressão e de risco
de contágio e de morte em sua rotina de trabalho.

O prazo de validade do concurso encerra após 2 anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

PESQUISA DE CONCURSOS