Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Com provas em duas semanas, especialista dá dicas para o CRF/DF

As inscrições se encerram nesse domingo (19/03)

17/03/2017 16:13 | Atualização: 17/03/2017 16:17

Do CorreioWeb

 Marcos Santos / USP Imagens
Você resolveu se inscrever agora para o concurso do Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal? Mesmo faltando apenas duas semanas para as provas? Não entre em pânico! Conversamos com o especialista em concursos Gabriel Granjeiro, diretor do grupo GG Educacional, que deu quatro dicas que vão te ajudar a desenvolver melhor sua estratégia de estudo apesar do curto tempo para os exames.

 





Resolver questões da banca do concurso 

Nessa hora, é importante entender como as questões são cobradas, e se familiarizar com o modelo de prova de cada banca para conseguir um bom resultado na hora da prova. Também é importante conhecer o tipo de prova de bancas similares ao Iades, como Idecan e Fundação Carlos Chagas, que cobram questões de múltipla escolha.
 

Estudar o que você não sabe

 

Com esse prazo, engana-se quem pensa que reforçar o que já sabe é uma boa tática. De acordo com Granjeiro, neste momento é importante tentar adquirir um conhecimento mínimo do conteúdo novo, o que pode significar mais pontos para o candidato.

 

Focar no peso  

 

O candidato precisa conferir no edital a quantidade de questões de cada matéria que vai cair, o peso de cada uma delas, e focar nas que terão mais peso, e mais questões. Distribuir proporcionalmente o tempo. Não adianta estudar demais uma matéria que terá poucas questões na prova. 

 

Para esse concurso, a divisão de peso e número de questões na prova objetiva para nível fundamental é conhecimentos básicos, de peso 1 (língua portuguesa, com 12 questões e raciocínio lógico e matemático, com oito) e por conhecimentos específicos, com 15 questões de peso 2. Já a prova objetiva para os níveis médio e superior será composta de conhecimentos básicos, peso 1, e engloba (língua portuguesa, com cinco questões, raciocínio lógico e matemático três, legislação aplicada ao CRF/DF 12, conhecimentos em microinformática cinco. Além de conhecimentos específicos, com 25 perguntas de peso 1,8. 

 

Revisar

 

Rever o que foi estudado ao final de cada dia e, no fim de semana, revisar todo o conteúdo já aprendido. O ideal é que para fixar o candidato ainda exercite cada disciplina em um mini simulado.

 


Salários de até R$ 5 mil

 

O prazo das inscrições está acabando, é só até 19 de março, pelo site da banca organizadora, Instiuto Americano de Desenvolvimento (Iades). A taxa de inscrição é de R$ 48 para nível médio, e R$ 85 para nível superior. O concurso tem como objetivo preencher 10 vagas imediatas e formar cadastro reserva.  Os salários vão variar de R$ 1.600 até R$ 5.055, dependendo do cargo pretendido.

 

Para o nível fundamental, as vagas são para auxiliar de serviços gerais (1+ CR) e motorista (CR). Candidatos com nível médio poderão se candidatar para assistente administrativo (3 CR) e assistente web design (1 CR). Já os qualificados em ensino superior poderão concorrer aos cargos de analista para administração (1 CR), advogado (1 CR), contador (1 CR) e farmacêutico fiscal (2 CR).

 

Os candidatos serão avaliados por três etapas: prova objetiva, discursiva e avaliação de títulos e experiência profissional, sendo que as duas últimas fases são para os cargos de nível superior.

 

A prova discursiva será elaborada a partir do conteúdo programático disponível no anexo IV do edital. A pontuação máxima é de 20 pontos. Haverá ainda avaliação de títulos para candidatos com nível superior.  

 

Os aprovados também passarão por uma série de exames médicos de caráter eliminatório.

 


PESQUISA DE CONCURSOS