Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

IBGE define a banca organizadora do próximo concurso para mais de 26 mil vagas

A Fundação Getúlio Vargas foi a escolhida. A contratação será por meio de dois processos seletivos simplificados

30/03/2017 11:00 | Atualização: 30/03/2017 11:49

Do CorreioWeb

Reprodução/Google
Atenção, concurseiros. Mais um passo foi dado rumo ao concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi publicado do Diário Oficial da União, desta quinta-feira (30/3), a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV) como banca organizadora. Serão dois processos seletivos simplificados que irão selecionar 26.440 profissionais temporários para o Censo Agropecuário. 

O processo foi autorizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e a duração dos contratos será de até um ano, com possibilidade de prorrogação limitada a três anos. Segundo assessoria do IBGE, o edital deve ser publicado na próxima semana.

Serão 19.013 vagas para o posto de recenseador, 4.946 para agente censitário supervisor, 1.285 para agente censitário municipal, 381 para agente censitário administrativo, 375 para agente censitário regional, 266 para analista censitário e 174 para agente censitário de informática. O valor das remunerações ainda não foi definido.

Menos vagas


Com 61.976 oportunidades a menos, há quase um ano, o IBGE recebeu autorização do governo federal para abrir mais de 81 mil vagas para o Censo deste ano, mas foram canceladas. O motivo apresentado foi a inviabilidade orçamentária. Segundo o presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro, apenas para a primeira fase de preparativos do Censo, são necessários R$ 266 milhões. No total, o levantamento consome mais de R$ 1 bilhão.

Para Castro, o adiamento do Censo Agropecuário - que originalmente deveria ter começado em 2015 para ser divulgado em 2017 - pode ter como aspecto positivo uma modernização da metodologia, que passaria a incluir informações também sobre meio ambiente e sustentabilidade.
 
As despesas com as contratações ficam a cargo do IBGE. A autorização, no entanto, está "condicionada à declaração do ordenador de despesa responsável quanto à adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias".  


* Com informações da Agência Brasil

PESQUISA DE CONCURSOS