Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Iades é habilitado como banca organizadora do concurso da PMDF

O Instituto foi o único classificado e pontuado no processo licitatório para a definição da empresa que organizará o certame com 2.024 vagas. A contratação oficial deverá ser publicada em breve

05/06/2017 11:28 | Atualização: 05/06/2017 17:45

Mariana Fernandes

PMDF/Divulgação
O Insituto Americano de Desenvolvimento ( Iades)  foi habilitado, nesta segunda-feira (5/6), como banca organizadora do próximo concurso público da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A informação foi publicada no Diário Oficial do DF. Segundo o documento, o Instituto foi o único classificado e pontuado no processo licitatório para a definição da empresa que organizará o certame.

O concurso deverá preencher 2.024 vagas para a carreira de soldado. As chances serão distribuídas entre soldado combatente (500), soldado especialista corneteiro (18) e soldado especialista músico (6). Outras 1500 serão para formação de cadastro reserva. 

O edital completo, com as datas e valores de inscrições, deve ser publicado em breve, após a contratação oficial da banca. Segundo a PMDF, o Iades ainda passará por uma análise de documentação para, de fato, ser contratado.

Diante da informação publicada no Díario Oficial do DF em fevereiro, o ingresso dos aprovados ocorreria a partir de outubro de 2017. Porém, a assessoria da PMDF informou nesta segunda-feira (5/6) que o concurso conta com várias fases, com prazos para recursos em cada uma delas, e isto impossibilita o inicio do Curso de Formação para o início de outubro. As novas datas serão publicadas posteriormente.

O certame é composto por prova objetiva, redação, teste de aptidão física, avaliação de exames médicos, pscicológicos, investigação da vida pregressa e social do candidato e, para quem se inscrever para músico, haverá também uma prova prática instrumental.


Último concurso 


O última seleção foi em 2012, e ofertou mil vagas para o cargo de soldado permanente da corporação, dentre elas 964 eram para soldado combatente (790 para homens, e 174 pra mulheres; 24 para soldado corneteiro (ambos os sexos) e 12 para soldado músico (ambos os sexos, e diversas especialidades).
 
No último concurso, os avaliados foram selecionados através de uma prova objetiva de 60 questões, sendo 20 de Conhecimentos Gerais – Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico e Noções de Informática, e as outras 40 questões abordavam Conhecimentos Específicos – Noções de Administração e Psicologia, Lei Orgânica do Distrito Federal, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Legislação Extravagante e Noções do Direito Penal Militar.

PESQUISA DE CONCURSOS