Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Apesar das poucas vagas do novo concurso, STJ tem mais postos desocupados

Maior carência do STJ é na área administrativa, apesar do concurso priorizar a área judiciária

18/01/2018 11:09 | Atualização: 18/01/2018 11:23

Lorena Pacheco

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
Apesar de ter oferecido apenas cinco vagas para preenchimento imediato, e formação de cadastro reserva, no novo concurso público, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem mais cargos vagos em seu quadro de pessoal atualmente. O órgão informou ao Correio que existem no momento 132 postos desocupados (veja tabela abaixo), todos decorrentes de aposentadorias e falecimentos de servidores.


Mesmo assim, o órgão frisa que, com exceção dos cinco cargos de analista judiciário recentemente abertos, “nesses casos o contingenciamento decorrente de restrições orçamentárias tem limitado o provimento desses postos. O provimento dos cargos vagos na Administração Pública não depende apenas da existência de cargo vago, mas da existência de dotação orçamentária específica para seu preenchimento e controle da execução financeira, conforme previsto no art. 169 da Constituição Federal”.

O STJ se justificou pelo baixo quantitativo de oportunidades imediatas do concurso. O órgão afirmou que “embora o STJ tenha cargos por preencher, inicialmente estão sendo oferecidas vagas em apenas uma área de atividade/especialidade devido a limitações orçamentárias”. Leia a justificativa em sua íntegra aqui.

Maior carência do STJ é na área administrativa, apesar do concurso priorizar a área judiciária
“Sem preocupação”

Conversamos com o professor Vandré Amorim, que é analista judiciário da área judiciária do STJ e professor de direito administrativo e regimento interno do IMP Concursos, que afirmou que o órgão vai nomear centenas de aprovados. “A carência de servidores é latente. Tendo como referência os últimos concursos, o número de vagas do edital não deve ser uma preocupação.” Veja a entrevista completa em: "Número de vagas do STJ não deve ser uma preocupação"

Concorra ao STJ aqui

Os salários vão de R$ 6.708,53 a R$ 11.006,82, respectivamente. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) é o responsável pela seleção.

Quem tem nível superior em qualquer curso pode concorrer à área administrativa; formados em direito, por sua vez, podem concorrer tanto à área judiciária (detentora exclusiva das chances imediatas) quanto ao cargo de oficial de justiça avaliador federal. Há ainda chances para formados em biblioteconomia, fisioterapia, odontologia (nas especialidades em odontopediatria e periodontia) e psicologia. Já candidatos com nível médio podem optar pelas áreas administrativa, de desenvolvimento de sistemas, enfermagem, suporte técnico e telecomunicações e eletricidade. Saiba mais em: STJ abre concurso público com salários de R$ 6 mil a R$ 11 mil

PESQUISA DE CONCURSOS