Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

Banco Central amplia pedido de concurso e solicita 260 vagas para Economia

As vagas solicitadas, porém, estão longe de cobrir os cargos desocupados do órgão

21/06/2019 16:04 | Atualização: 24/06/2019 11:06

Lorena Pacheco

AFP / PEDRO LADEIRA
O Banco Central (BC) enviou novo pedido para realização de concurso público para avaliação do Ministério da Economia. Srgudo o órgão, foram solicitados 260 cargos, sendo 200 para analista, 30 para técnico e 30 para procurador, a serem preenchidos em 2020. Trata-se de uma complementação do pedido feito em 2018 pelo BC. 

As vagas solicitadas, porém, estão longe de cobrir os cargos vagos no órgão, já que atualmente há 2.768 postos desocupados, sendo 2.248 de analista, 384 de técnico e 136 de procurador. 

 
 
Para concorrer a um cargo de técnico do BC é preciso ter nível médio completo. A remuneração inicial é de R$ 7.741. Entre as atribuições do cargo estão o apoio administrativo e técnico aos analistas e procuradores do banco e a supervisão de serviços técnicos executados por empresas e profissionais terceirizados.

Já os analistas são profissionais de nível superior. Eles são responsáveis por elaborar e executar planos e projetos nas áreas de política monetária, cambial e de crédito.Também podem executar tarefas nas áreas de supervisão do sistema financeiro, administração de moeda e gestão de conhecimento, entre outras atividades. O salário inicial é de R$ 19.655, e podem concorrer profissionais formados em qualquer área.

A carreira de procurador do BC é destinada a profissionais formados em direito e a que oferece maior remuneração: R$ 21.472. Os procuradores devem representar judicialmente o BC, além de fornecer assessoria jurídica aos diretores e ao presidente do banco.

Chamadas

Se o concurso for aprovado pelo Ministério da Economia, o BC pode chamar uma grande quantidade de aprovados durante o prazo de validade do certame. Como a quantidade de cargos vagos é grande, a instituição  pode convocar boa parte dos aprovados para preencher as vagas de funcionários aposentados, falecidos ou exonerados.

Outro ponto em que os concurseiros devem ficar de olho é na possibilidade de aprovação do projeto de lei complementar que torna o Banco Central independente. Nesse caso, o órgão pode deixar de se submeter à autorização do governo para realizar processos de seleção de pessoal. 
 

Último concurso 

último concurso público do Banco Central foi lançado em 2013, pelo então Cespe/UnB. Foram 400 vagas para analistas, 100 para técnicos e 15 para procuradores. Foram registrados 89.052 candidatos inscritos no concurso de 500 vagas (que ofereceu salários iniciais de R$ 5.158,23 e R$ 13.595,85) e 5.349 candidatos para as 15 chances (com salário de R$ 15.719,13). 

PESQUISA DE CONCURSOS