Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Senado aprova MP que reajusta salários e carreiras da Polícia Federal

O texto prevê reajuste de 15,8% para agentes, escrivães e papiloscopistas

29/10/2014 10:17 | Atualização: 29/10/2014 10:58

Étore Medeiros

Antonio Cunha/Esp. CB/D.A Press
No último dia antes de expirar, o Senado Federal aprovou a MP 650/2014, que prevê reajuste de 15,8% para agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal (PF), sob o olhar atento dos policiais que lotaram as galerias da Casa para pressionar. Além do aumento salarial, a MP altera as três carreiras, que passam a ser consideradas de nível superior.

O mesmo reajuste já foi concedido a boa parte do funcionalismo federal desde 2013, progressivamente, de forma a chegar aos 15,8% em 2015. O acordo com a PF só foi firmado em meados deste ano, como forma de impedir paralisações no período da Copa do Mundo.

Parcelas
A aprovação da MP garante aumento de 12% neste ano, complementado por mais 3,4% em 2015. A partir do próximo ano, o salário inicial dos agentes passará de R$11.879 para R$13.756. Os escrivães de primeira classe, que recebem R$ 9.468, ganharão R$10.965. A remuneração dos papiloscopistas federais será aumentada de R$ 7.514 para R$ 8.702.

Segundo o Executivo, o impacto orçamentário anual com o aumento da PF será de R$ 383,4 milhões. Os reajustes parciais (12%) que deverão ser concedidos ainda este ano aos servidores da PF, previstos pela MP, dependem da aprovação de créditos adicionais na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Na tarde de ontem, a Comissão Mista de Orçamento (CMO), que deveria analisar a matéria, não atingiu o quórum necessário para deliberações. A medida provisória foi aprovada no Senado sem alterações ao texto enviado pelo governo federal.

PESQUISA DE CONCURSOS