Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Planejamento autoriza nomeação de 130 aprovados em concurso da Fiocruz

O concurso ofereceu 384 vagas de nível superior, distribuídas em 22 editais

10/06/2015 16:08

Sílvia Mendonça

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) autorizou a nomeação de 130 aprovados no concurso da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). As vagas serão distribuídas nos cargos de analista de gestão em saúde pública (4), especialista em C&T, produção e inovação em saúde pública (3), tecnologista em saúde pública (42), pesquisador em saúde pública (45) e técnico em saúde pública (36.)

De acordo com a publicação, feita no Diário Oficial da União, as nomeações podem ocorrer a partir deste mês. O concurso ofereceu 384 vagas de nível superior, distribuídas em 22 editais, nos cargos de tecnologista, técnico, especialista, pesquisador e analista. A Fundação Dom Cintra foi a banca organizadora.

Além das avaliações objetivas, candidatos passaram por prova discursiva; prática; análise de título e currículo; e apresentação do projeto de atuação profissional e defesa de memorial - dependendo do cargo escolhido. Na época, os salários chegavam a R$ R$ 4.685,18.

As especialidades oferecidas foram farmácia, química, medicina, biomedicina, medicina veterinária, arquitetura e urbanismo, economia, sociologia, farmácia, química, engenharia química, conservação e restauração, belas artes, biblioteconomia, museologia, biologia, história, física, pedagogia, comunicação social, entre outras.

Aprovados serão distribuídos para o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), Diretoria Regional de Brasília (Direb), Instituti Oswaldo Cruz (IOC), Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), presidência da Fiocruz, entre outras unidades.

PESQUISA DE CONCURSOS