Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Polícia Federal convoca candidatos por cotas raciais para nova avaliação

Anteriormente, o edital exigia o envio de fotos para comprovação da condição

28/09/2015 14:15 | Atualização: 28/09/2015 14:22

Sílvia Mendonça

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
A Polícia Federal (PF) divulgou, nesta segunda-feira (28/9), convocação para novo procedimento administrativo de verificação de candidatos que se autodeclararam negros no concurso para o cargo de agente. De acordo com a publicação, feita no Diário Oficial da União, a medida foi tomada em cumprimento a uma decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Anteriormente, o edital exigia o envio de fotos para comprovação da condição. Com a determinação, o item está anulado.

De acordo com as novas regras estabelecidas pela corporação, agora, para a verificação, o candidato que se autodeclarou negro será entrevistado por uma banca única formada por quatro membros, sendo dois representantes da PF e dois representantes da examinadora responsável pela seleção, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Quando solicitado, o candidato deverá prestar informações pessoais à banca. A entrevista será filmada pelo Cebraspe para registro e avaliação. O candidato que se recusar a ser filmado ou que não prestar os esclarecimentos solicitados será eliminado do concurso.

O concurso
São 600 vagas em disputa para agentes. Os aprovados vão receber remuneração de R$ 7.514,33. Ao todo, 98.101 candidatos com qualquer curso de nível superior se inscreveram. Do total de chances, 30 são reservadas a pessoas com deficiência, outras 120 chances a candidatos negros. De acordo com o edital, para a escolha de lotação serão disponibilizadas vagas, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira.

PESQUISA DE CONCURSOS