Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Mais de 60 mil concorrem a 102 vagas da ANS

Dia 'D' será em 21 de fevereiro

04/02/2016 15:50

Lorena Pacheco

Iano Andrade/CB/D.A Press
A concorrência será acirrada a quem se propôs realizar o concurso público da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). De acordo com a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), a banca organizadora, 60.587 candidatos se inscreveram as 102 vagas abertas. A maior concorrência, sem sombra de dúvida, foi ao cargo de técnico administrativo, com 27.077 inscrições para o Rio de Janeiro, seguido pelo posto de técnico em regulação de saúde suplementar, também para o Rio, com 9.290 participações. Veja a concorrência em outros estados.

As avaliações serão aplicadas em todas as capitais federais em 21 de fevereiro, mas a banca ainda não disponibilizou os locais de aplicação. Serão 60 questões com cinco alternativas para escolha. Candidatos a técnico administrativo devem prestar atenção principalmente nas disciplinas de português (10 questões com peso 1,5), além de agências reguladoras e legislação básica e conhecimentos específicos (cada uma com sete questões de peso 2). E quem concorre ao posto de analista, a atenção deve ser voltada para português (10 questões com peso 1) e agências reguladoras e legislação relativa à ANS (cada uma com 10 perguntas de peso 2,5).

Ambos os cargos ainda vão cobrar conhecimentos em raciocínio lógico, ética e conduta no serviço público e noções de direito constitucional. Analistas ainda terão que dar conta de noções de arquivologia, direito administrativo e administração.

Ao todo os testes valem 100 pontos e quem não conseguir 50% de acertos estará automaticamente eliminado da seleção. Haverá ainda provas discursivas, para ambos os cargos, com valor de 20 pontos. Veja todo o conteúdo exigido no edital de abertura da seleção.

Do total de vagas, 66 são para técnicos administrativos e 36 a técnicos em regulação de saúde suplementar. As remunerações variam de R$ 5.689,52 a R$ 5.957,52. As chances são para lotação no Distrito Federal e aos estados do Ceará, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso.

Segundo o regulamento, 5% das vagas são reservadas a deficientes e 20% a candidatos negros.

PESQUISA DE CONCURSOS