Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Polícia Civil indicia 21 pessoas por fraude em concurso do TJPI

A Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do concurso, informou que o certame está mantido e o resultado está previsto para sair na próxima semana

23/03/2016 15:57 | Atualização: 23/03/2016 17:41

Mariana Fernandes

TJPI/DIVULGAÇÃO

A Polícia Civil do Piauí indiciou, nesta quarta-feira (23/3), 21 pessoas por fraude no concurso público do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI). O concurso foi realizado em dezembro de 2015 e contou com 42.855 inscritos. Segundo a polícia, o grupo contratava pessoas para responder as provas do concurso por meio de um grupo de Whatsapp. Ainda não se sabe se o concurso será suspenso ou anulado.

Do total de indiciados, 12 foram presos e uma pessoa encontra-se foragida. Os outros citados na investigação irão responder ao processo em liberdade. A polícia, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado Greco, concluiu, assim, o inquérito que investigava a fraude no certame do TJ, desde o dia 10 de março.

A Polícia Civil afirmou que dentre os indiciados estão candidatos detidos no mesmo dia do concurso e durante o processo de investigação. Os presos são os principais organizadores do esquema de fraude e entre eles, está um policial civil que passava informações sobre a investigação da polícia para pessoas investigadas. Uma parte dos presos está na Delegacia da Polícia Interestadual (Polinter) e outra parte em presídios do estado.

O Correio entrou em contato com o Tribunal de Justiça do Piauí, mas não atenderam as ligações. A Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do concurso, informou que as tentativas de fraude não se concretizaram e que o certame está mantido e o resultado está previsto para sair na próxima semana.

O concurso
As provas objetivas do certame foram realizadas em 20 de dezembro, de 2015 e teve 42.855 pessoas inscritas. O Tribunal ofereceu 180 vagas de nível superior para analista judiciário. A remuneração é de R$ 6.518,71, como direito ao auxílio alimentação de R$ 1.000, e auxílio saúde, de R$ 300. O processo seletivo é organizado pela Fundação Getúlio Vargas. Do total de vagas, 20% são para negros e 10% a deficientes.

PESQUISA DE CONCURSOS