Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

'Não se pode perder tempo', alerta especialista sobre novo concurso do Itamaraty

As inscrições já podem ser feitas por candidatos com qualquer nível superior de formação

08/06/2016 10:00 | Atualização: 07/06/2016 15:03

Rodrigo Nunes/Esp.CB/D.A Press
Começa nesta quarta-feira (8/6) o período de inscrições do concurso com 30 vagas, destinadas a candidatos com qualquer nível superior de formação, abeto pelo Ministério das Relações Exteriores — Itamaraty. O posto em questão é o de terceiro-secretário da carreira de diplomata, que oferece remuneração inicial de R$ 15.005,26. A taxa para se inscrever é de R$ 225 e pode ser feita aqui.

Jean Marcel Fernandes, coordenador do curso do Itamaraty do Gran Cursos Online, disse que o candidato deve continuar com o ritmo intensivo na reta final. “Não se pode perder tempo. Tem que fazer um planejamento e saber dividir os estudos entre as disciplinas. Sempre ter um foco maior nas matérias que o candidato tem maiores dificuldades”, afirmou.

A primeira fase da seleção será em 24 de julho e vai avaliar os candidatos em 73 questões objetivas sobre língua portuguesa e inglesa, história do Brasil e mundial, geografia, política internacional, noções de economia, noções de direito e direito internacional público. A segunda etapa, em 17 de setembro, será realizada uma prova discursiva de língua portuguesa.

O professor disse que não se deve “chutar” na primeira etapa e fazer muitos exercícios para praticar o texto nas fases dois e três. “Na fase um, cada questão tem quatro itens. A cada resposta certa o candidato ganha 0,25 ponto e a cada errada perde 0,25. Então, é bom não chutar para não correr o risco de ser penalizado. Já na segunda etapa, é melhor focar na prática do exercício do texto”, indicou.

A última fase é dividida em três datas. São avaliações discursivas de história do Brasil e língua inglesa, em 18 de setembro, de geografia, política internacional e noções de economia, em 24 de setembro, e noções de direito, direito internacional público, língua espanhola e francesa em 25 de setembro. Todas serão eliminatórias e classificatórias.

“O estudante deve ter uma preparação psicológica. Teoricamente, quanto mais ele sabe, menos nervoso ficará. Ele precisa ter em mente que são provas de longa duração. Tem como ficar calmo na hora”, concluiu Fernandes. O professor afirmou que é melhor priorizar as questões mais fáceis para dar mais segurança no restante da prova.

A primeira fase será realizada nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. A segunda e a terceira etapas serão realizadas nas capitais que tenham candidatos aprovados na fase anterior. A perícia médica daqueles que se declaram com deficiência e os exames de aptidão física e mental serão feitos em Brasília.

O resultado final do concurso deve ser publicado em 16 de dezembro deste ano. O último certame feito pelo Itamaraty foi em junho de 2015. Ao todo, 6.003 pessoas se candidataram na época, 239 inscritos por vaga.

PESQUISA DE CONCURSOS