Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Planejamento autoriza a nomeação de 386 aprovados do Depen

O concurso do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) foi iniciado em 2015

24/01/2017 09:32

Mariana Fernandes

Foi publicado no Diário Oficia da União desta terça-feira (24/1) a autorização do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) para nomeação de 386 aprovados no último concurso realizado pelo Departamento Penitenciário Federal (Depen). Confira aqui o documento completo.

Serão 258 aprovados dentro das vagas do concurso e outros 128 convocados. Estes últimos dizem respeito a convocação de até cinquenta por cento o quantitativo original de vagas. 

Do total de nomeados, 360 é para o cargo de Agente Penitenciário Federal, 14 para Técnico de Apoio à Assistência Penitenciária e 12 para Especialista em Assistência Penitenciária. O provimento dos cargos deverá ocorrer a partir deste mês.


O concurso


O concurso do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) com 258 oportunidades foi iniciado em 2015. De acordo com a banca organizadora, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), inscreveram-se 52.595 candidatos, o que registrou uma concorrência geral média de 253 pessoas por chance. O posto com maior procura foi o cargo 9, área 3, para agente penitenciário federal com 31.629 inscrições. 

Os exames foram aplicados no próximo dia 28 de junho. Os candidatos também foram submetidos a exame de aptidão física, avaliação médica e psicológica, investigação social e curso de formação profissional. 

Os aprovados poderão ser lotados na sede do departamento em Brasília ou em uma das cinco penitenciárias federais localizadas nas cidades de Campo Grande/MS, Catanduvas/PR, Mossoró/RN e Porto Velho/RO e também na capital federal, em uma unidade que está em construção. 

Quem tem nível médio de formação, e carteira nacional de habilitação de categoria B, competiu ao cargo de  agente penitenciário federal. O salário é de R$ 5.403,958. Para nível superior o cargo em aberto foi o de especialista em assistência penitenciaria nas áreas de enfermagem, farmácia, pedagogia, psicologia, serviço social e  terapia ocupacional. A remuneração inicial é de R$ 5.254,88. 

Houve o cargo de técnico de apoio à assistência penitenciária, para nível médio e curso técnico em enfermagem. A  remuneração, neste caso, é de R$ 3.679,20. Cinco por cento das chances são reservadas a pessoas com deficiência e 20% para negros. 

Leia também: Sete meses após curso de formação, aprovados em concurso do Depen ainda aguardam nomeações

PESQUISA DE CONCURSOS