Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Concurso para delegado de Goiás é suspenso após suspeita de fraudes

Um conselho formado por vários órgãos irá decidir se anula ou mantém a validade do concurso

13/03/2017 16:08 | Atualização: 13/03/2017 16:41

Fernando Caixeta - Especial para o Correio

Marcos Santos/Usp Imagens/Divulgação
A Secretaria de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan) decidiu suspender o concurso para delegado substituto da Polícia Civil depois que as investigações da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) apontaram para uma série de irregularidades. Os investigadores constataram que uma quadrilha atuava para garantir a aprovação de candidatos, mediante pagamento de quantias elevadas, que variavam de R$ 120 a R$ 395 mil.

O delegado-geral da polícia de Goiás, Álvaro Cássio, afirmou que um conselho formado pela Segplan, Polícia Civil e outros órgãos da administração do estado vai decidir sobre o andamento e a validade do concurso. O delegado admite que é provável que a administração opte por anular o concurso.

A prova teve mais de 14 mil inscritos, concorrendo às 36 vagas previstas no edital. Uma demanda de 388 candidatos por vaga. A suspeita de fraude foi levantada por um dos concorrentes, que estranhou a grande quantidades de notas superiores a 90 e denunciou o caso à Polícia Civil e Ministério Público. Alguns candidatos desse concurso já haviam levantado a hipótese de fraude também no Fórum de discussão do CorreioWeb. Para acompanhar esta e outras discussões clique aqui.

Presos

Cinco pessoas foram presas neste domingo (12/3), suspeitas de fraudar o concurso. Entre os detidos, estão quatro candidatos que teriam pago valores que variam entre R$ 120 e R$ 395 mil em troca de uma das 36 vagas para o cargo. 

Leia também: Polícia prende cinco suspeitos de fraudar concurso para delegado em Goiás

PESQUISA DE CONCURSOS