Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

IBGE vai publicar edital na próxima segunda-feira

As 26.010 serão distribuídas em dois editais. O primeiro sairá na próxima segunda-feira (10/4) e o outro no próximo dia 24

07/04/2017 14:05 | Atualização: 07/04/2017 14:49

Mariana Fernandes

Atenção, concurseiros! O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) definiu que as 26.010 vagas temporárias para o Censo Agropecuário serão distribuídas em dois editais com datas já definidas. O primeiro sairá na próxima segunda-feira (10/4) e o outro no próximo dia 24. Na segunda sairá um edital com 1.071 postos, enquanto no final do mês serão publicadas as outras 24.939 ofertas.

Do total de vagas, 19.013 são para o posto de recenseador, 4.946 para agente censitário supervisor, 1.285 para agente censitário municipal, 381 para agente censitário administrativo, 375 para agente censitário regional, 266 para analista censitário e 174 para agente censitário de informática. Ao todo, serão abertas vagas em pouco mais de 4 mil municípios do país. 

O processo foi autorizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e a duração dos contratos será de até um ano, com possibilidade de prorrogação limitada a três anos.

Remunerações


O primeiro edital reservará vagas para analista censitário, com salários de R$ 4 mil; agente censitário administrativo, salários de R$ 1.500; agente censitário regional, salários de R$2.500 e agente censitário de informática, com salários de R$ 1.700. 

Já o segundo edital, contará com oportunidades de agente censitário municipal, com salários de R$ 1.900; agente censitário supervisor, salários de R$ 1.600 e por fim, vagas para recenseador, que terá remuneração de acordo com a produção.

Distribuição


Para o cargo de recenseador, as oportunidades serão as seguintes: Acre (148), Alagoas (329), Amazonas (547), Amapá (58), Bahia (2.394), Ceará (1.004), Distrito Federal (11), Espírito Santo (310), Goiás(691), Maranhão (921), Minas Gerais (1.911), Mato Grosso do Sul (346),  Mato Grosso (618), Pará (1.070), Paraíba (506), Pernambuco (846), Piauí (929), Paraná (1.350), Rio de Janeiro (186), Rio Grande do Norte (275), Rondônia (414), Roraima (66), Rio Grande do Sul (1.662), Santa Catarina (711), Sergipe (260), São Paulo (953) e Tocantins (313).

Para analista censitário:  Acre (2), Alagoas (2), Amazonas (3), Amapá (2), Bahia (5), Ceará (5), Distrito Federal (2), Espírito Santo (2), Goiás (4), Maranhão (5), Minas Gerais (5), Mato Grosso do Sul (3), Mato Grosso (3), Pará (4), Paraíba (3), Pernambuco (5), Piauí (4), Paraná (5), Rio de Janeiro (81), Rio Grande do Norte (2), Rondônia (4), Roraima (2), Rio Grande do Sul (5), Santa Catarina (3), Sergipe (2), São Paulo (4) e Tocantins (4).

Para agente censitário administrativo: Acre (4), Alagoas (12), Amazonas (8), Amapá (1), Bahia (45), Ceará (22), Distrito Federal (2), Espírito Santo (6), Goiás (16), Maranhão (15), Minas Gerais (50), Mato Grosso do Sul (8), Mato Grosso (10), Pará (20), Paraíba (11), Pernambuco (18), Piauí (16), Paraná (28), Rio de Janeiro (6), Rio Grande do Norte (9), Rondônia (6), Roraima (2), Rio Grande do Sul (15), Santa Catarina (6), Sergipe (6), São Paulo (19) e Tocantins(7).

Para agente censitário regional:  Acre (6), Alagoas (5), Amazonas (14), Amapá (0), Bahia (45), Ceará (19), Distrito Federal (0), Espírito Santo (10), Goiás (12), Maranhão (20), Minas Gerais (29), Mato Grosso do Sul (10), Mato Grosso (17), Pará (9), Paraíba (12), Pernambuco (15), Piauí (15), Paraná (18), Rio de Janeiro (4), Rio Grande do Norte (9), Rondônia (6), Roraima (4), Rio Grande do Sul (30), Santa Catarina (11), Sergipe (4), São Paulo (15) e Tocantins (10).

Para agente censitário de informática: Acre (3), Alagoas (4), Amazonas (4), Amapá (3), Bahia (10), Ceará (8), Distrito Federal (4), Espírito Santo(4), Goiás (6), Maranhão (6), Minas Gerais (14), Mato Grosso do Sul (4), Mato Grosso (4), Pará (6), Paraíba (6), Pernambuco (8), Piauí (6), Paraná (10), Rio de Janeiro (12), Rio Grande do Norte (4), Rondônia (3), Roraima (3), Rio Grande do Sul (10), Santa Catarina (8), Sergipe (4), São Paulo (16) e Tocantins (4).

Para agente censitário municipal: Acre (14), Alagoas (21), Amazonas (57), Amapá (5), Bahia (143), Ceará (54), Distrito Federal (1), Espírito Santo (21), Goiás (55), Maranhão (52), Minas Gerais (102), Mato Grosso do Sul (42), Mato Grosso (39), Pará (60), Paraíba (34), Pernambuco (48), Piauí (55), Paraná (82), Rio de Janeiro (23), Rio Grande do Norte (19), Rondônia (20), Roraima (10), Rio Grande do Sul (91), Santa Catarina (48), Sergipe (15), São Paulo (126) e Tocantins (20).

Por fim, para agente censitário supervisor: Acre (34), Alagoas (92), Amazonas (109), Amapá (10), Bahia (511), Ceará (202), Distrito Federal (8), Espírito Santo (71), Goiás (150), Maranhão (205), Minas Gerais (516), Mato Grosso do Sul (141), Mato Grosso (213), Pará (203), Paraíba (116), Pernambuco (184), Piauí (189), Paraná (356), Rio de Janeiro (81), Rio Grande do Norte (70), Rondônia (83), Roraima (17), Rio Grande do Sul (410), Santa Catarina (170), Sergipe (55), São Paulo (575) e Tocantins (83). 

Os números foram divulgados pelo IBGE e trata-se da distribuição de vagas preliminar.

O Censo Agropecuário


Em 1º de outubro de 2017, o IBGE vai iniciar as operações do 10º Censo Agropecuário. Ao longo de cinco meses, os profissionais irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018.


Redução de vagas


Segundo o IBGE, o orçamento do Censo Agropecuário de 2017 sofreu um corte de mais de 50%. Diante disso, o corpo técnico foi compelido a fazer adaptações como, por exemplo, a redução do número de contratados temporários para essa operação: inicialmente previsto para 82 mil pessoas, esse contingente foi reduzido para 26 mil. Já a coleta do Censo Agropecuário, prevista para cerca de 90 dias, foi ampliada para cinco meses.

PESQUISA DE CONCURSOS