Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

PMDF está há seis anos sem renovar pessoal; novo concurso abre 2 mil vagas

Ao todo serão 2.024 vagas entre soldados combatentes e músicos. O salário inicial é de R$ 4.119, mais R$ 850 de auxílio-alimentação. As inscrições vão de 25 de fevereiro a 4 de abril e a previsão é que a prova seja aplicada em 6 de maio

27/01/2018 08:00 | Atualização: 29/01/2018 16:18

Bruno Lima - Especial para o Correio

Minervino Junior/CB/D.A Press
O concurso para o provimento de vagas é uma reivindicação antiga da categoria
Há seis anos sem renovar o quadro de pessoal, a Polícia Militar do Distrito Federal anunciou um processo para selecionar 2 mil para soldados, conforme antecipado pelo Correio. São 500 vagas imediatas e outras 1,5 mil destinadas a cadastro de reserva. A remuneração durante o curso de formação é de R$ 4.119, mais R$ 850 de auxílio-alimentação. Após a etapa de treinamento, os vencimentos passam a ser de R$ 5.245,41, mantendo-se o valor para a alimentação. A previsão é que a prova seja aplicada em 6 de maio. As regras do concurso foram publicadas no Diário Oficial do DF de ontem.

Os interessados têm de 25 de fevereiro a 4 de abril para se inscreverem no site do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), empresa escolhida como banca examinadora do concurso. Também estão previstas 24 vagas para músicos. Para estas funções a inscrição deve ser feita entre 25 de fevereiro e 26 de março. A inscrição custa R$ 88 para qualquer função. É necessário ter entre 18 e 30 anos, curso superior completo, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. A prova deve ser aplicada em 29 de abril.

Os candidatos vão realizar provas objetivas, redação e teste de aptidão física. O certame ainda prevê exames médicos, psicológicos, investigação da vida pregressa e social do candidato e, para quem se inscrever para músico, haverá também uma prova prática instrumental.

Saiba mais em: Salário e possibilidade de ascensão são os destaques do concurso da PMDF


Reforço nas ruas


O concurso para o provimento de vagas é uma reivindicação antiga da categoria. Um levantamento feito pela corporação aponta que 39,3% das vagas de policiais que trabalham diretamente no patrulhamento não foram preenchidas. O efetivo da PM hoje é de 11.359 homens. No ano passado, 1.651 policiais foram para a reserva.

A mais recente seleção promovida pela PMDF, em 2012, ofertou 1 mil vagas para o cargo de soldado permanente. Na ocasião foram reservadas 964 vagas para soldado combatente — 790 para homens e 174 pra mulheres, 24 soldados corneteiros e 12 para músicos.

Déficit de 5 mil


De acordo com a Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares (Aspra), existe hoje um deficit de 5 mil homens e mulheres. “Esse anúncio veio na hora certa e já era esperado. Não vai complementar todo o nosso quadro, mas, com certeza, será um bom reforço”, afirmou o vice-presidente a Aspra, o sargento reformado Manoel Sansão Alves.

A medida já havia sido anunciada pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em um vídeo publicado em uma rede social, em outubro do ano passado, quando ele autorizou a reconvocação de 250 policiais militares que estavam na reserva.

Dados da Secretaria de Segurança Pública mostram que o número de pessoas assassinadas na capital caiu de 591 em 2016 para 498 no último ano — redução de 15,7%. Também houve queda nos registros de latrocínios (roubos com mortes). Em 2017 foram 36 pessoas assassinadas durante assaltos, 18,2% a menos do que em 2016, quando houve 44. No entanto, em 2017, os casos de estupro aumentaram 32,4% (883 casos no ano passado, contra 667 em 2016). O outro índice que cresceu foi o de tráfico de drogas, com 2.577 registros em 2017 e 2.300 no ano anterior. Aumento de 12%.
 
 

PESQUISA DE CONCURSOS