Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

GDF nomeia 588 para Saúde e autoriza contratação de temporários na Educação

30/03/2016 15:04

Lorena Pacheco

Minervino Junior/CB/D.A Press
Com o objetivo de substituir contratos temporários que vencem em março abril e maio, o Governo do Distrito Federal decidiu nomear 588 candidatos aprovados em concurso para a Secretaria de Saúde. A maioria é composta por médicos (254 profissionais em 26 especialidades), em áreas como clínica médica (76), ginecologia e obstetrícia (29) e cirurgia geral (28). Foram contemplados ainda 213 técnicos em enfermagem, 44 enfermeiros, 34 técnicos em saúde, entre outros postos.

De acordo com informações do governo, desde janeiro de 2015 foram nomeados 3.529 servidores para a pasta, sendo que apenas 1.907 entraram em exercício. Os novos convocados têm 30 dias para entregar a documentação na sede da SES/DF (Setor de Áreas Isoladas Norte, Bloco B, antigo prédio da Câmara Legislativa). Depois da posse, são cedidos mais cinco dias para entrar em exercício. As nomeações saíram no Diário Oficial do DF desta terça-feira (29/3).

Leia também:
Falta de pessoal: Samambaia é cidade com menos médicos no DF

Educação
O governo ainda autorizou a contratação de 1.150 professores temporários para atuação no ano letivo de 2016. O quantitativo, que pode ser distribuído em 661 escolas públicas, corresponde a 50 mil horas de aula. Eles vão ocupar vagas de professores efetivos em licença ou que exercem cargos de coordenação nas escolas (podem ainda ser chamados para postos exclusivos de efetivos, caso não haja profissionais disponíveis).

Com as outras 4,6 mil contratações temporárias (ou 180 mil horas de aula) autorizadas em janeiro deste ano, a pasta conta com 5.750 professores em 2016, o que significa 230 mil horas durante todo o ano. De acordo com o subsecretário de Gestão dos Profissionais da Educação, Isaias Aparecido da Silva, "não há aumento de despesa com pessoal porque esses profissionais ocuparão vagas que já existem e que, por algum motivo, não estão ocupadas por um docente efetivo".


* Com informações da Agência Brasília

PESQUISA DE CONCURSOS