Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

IME oferece 98 vagas para formação de engenheiros militares

São 74 vagas efetivas para admissão ao curso de formação e graduação de oficiais

05/07/2017 10:58 | Atualização: 05/07/2017 11:46

Do CorreioWeb

Divulgação/Exército Brasileiro
Sede do IME, na Praça General Tibúrcio, 80, Praia Vermelha - Urca - Rio de Janeiro
O Instituto Militar de Engenharia (IME), responsável, no âmbito do Exército Brasileiro, pelo ensino superior de engenharia voltado para o emprego militar, abriu concurso para formação de engenheiros militares com 74 vagas efetivas e 24 para cadastro reserva. Os cursos são destinados aos brasileiros que tenham concluído o Ensino Médio e tem como objetivo a graduação em uma das especialidades da engenharia e a formação militar, necessária ao posto de oficial da ativa ou da reserva do Corpo de Oficiais da Reserva do Exército (Core).


Quem quiser seguir carreira militar, é necessário ter no mínimo 16 e no máximo 22 anos completados até 31 de dezembro do ano de matrícula. Para os reservistas, mínimo de 16 e máximo de 21 anos. Se do sexo feminino, é necessário ser voluntária para o serviço militar.

São oferecidos dois cursos, o curso de formação e graduação de oficiais da ativa (CFG/Ativa) e o curso de formação e graduação de oficiais da reserva de segunda classe (CFG/Reserva). Ambos graduam engenheiros dentre as especialidades oferecidas (engenharia civil, elétrica, eletrônica, comunicações, mecânica e armamento, mecânica e automóveis, materiais, química, cartografia e computação). A escolha pela especialidade será realizada ao final do ciclo básico, de acordo com a classificação alcançada pelo candidato e conforme o número de vagas e áreas estipuladas.

Para se inscrever, o candidato deve preencher o formulário de inscrição na forma eletrônica, no endereço www.ime.eb.br, e realizar o pagamento da taxa, no valor de R$ 100, até 7 de agosto.


Ativa

Este curso destina-se aos candidatos que desejam seguir carreira militar. O curso tem duração de cinco anos e atende à graduação em engenharia militar e à formação do oficial. Ao matricular-se, o candidato adquire condição de militar e de aluno do curso de formação de oficiais da reserva do IME (CFOR/IME), e recebe fardamento, alimentação, assistência médica, dentária, psicológica, alojamento e soldo. Ao término do curso será nomeado oficial da ativa e poderá seguir carreira no Exército.

Reserva

A formação é para candidatos que não desejam seguir a carreira militar, mas apenas cursar engenharia. O curso também dura cinco anos, e tem os currículos orientados para atender à graduação em engenharia e à formação de oficial da reserva. Ao matricular-se, o candidato adquire a condição de militar e de aluno do IME, que está estruturado para funcionar apenas durante o primeiro ano do curso. Neste período, o aluno receberá fardamento, alimentação, assistência médica, dentária, psicológica, alojamento e soldo. Após o período, o aluno seguirá na situação jurídica de civil no curso de graduação. Após a conclusão, o aluno poderá optar por ser oficial da reserva de 2ª classe, e realizar, em caráter voluntário, o estágio de instrução complementar de engenheiro militar, com duração de doze meses.

Etapas

O processo seletivo se constituirá de exame intelectual, inspeção de saúde e exame de aptidão física. O primeiro será composto de duas fases: prova objetiva com questões de matemática, física e química e será aplicada no dia 12 de outubro; e três provas discursivas, sobre matemática, física, química, e provas mistas (com questões objetivas e/ou discursivas) de português e de inglês.

Haverá provas em Brasília, Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Campinas/SP, Campo Grande/MS, Curitiba/PR,
Fortaleza/CE, Goiânia/GO, Juiz de Fora/MG, Manaus/AM, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ,
Salvador/BA, São José dos Campos/SP, São Paulo/SP e Vila Velha/ES.

PESQUISA DE CONCURSOS