Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Sete concursos locais e nacionais somam 2.925 vagas com inscrições abertas

Destaque para as seleções nacionais do TST, DPU e Instituto Rio Branco

03/07/2017 12:51 | Atualização: 04/07/2017 15:09

Lorena Pacheco

USP/Imagens
Com salários de até R$ 27,5 mil, sete editais de concursos públicos locais e nacionais estão com 2.925 vagas com inscrições abertas. A maior remuneração é paga para juízes do trabalho substituto do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O órgão abriu 132 oportunidades para formados em direito e com, no mínimo, três anos de atividades jurídicas. De acordo com o edital, as chances abertas são para São Paulo (100), Minas Gerais (8), Pará/Amapá (4), Amazonas/Roraima (12), Acre/Rondônia (5), Mato Grosso (2) e Mato Grosso do Sul (1).  A banca organizadora é a Fundação Carlos Chagas, que recebe inscrições de interessados até 2 de agosto.


Ainda no âmbito nacional, o Instituto Rio Branco está com as inscrições abertas para diplomatas, cargo ao qual qualquer pessoa com nível superior de formação, em qualquer área, pode se candidatar. São 30 vagas imediatas. O edital de abertura da seleção para terceiro secretário (classe inicial da carreira) oferta salário de R$ 16.935,40 para os candidatos aprovados que se inscreverem até 10 de julho.

Já a Defensoria Pública da União (DPU) lançou novo edital de concurso público com 25 oportunidades de provimento imediato para defensores públicos federais, que recebem salário R$ 22.197,67. Podem concorrer candidatos com nível superior em direito, com diploma há pelo menos três anos completos e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) recebe inscrições até 25 de julho. 

Outro bom salário também é pago pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), que abriu uma para analista de suporte ao negócio, destinada a pós-graduados em medicina do trabalho. São 20 vagas, com salário inicial é de R$ 7.727,34, mas com chance de chegar a até R$ 8.500,08. As inscrições vão de 7 de julho.

Médicos também têm chances na Aeronáutica. São 68 delas para as especialidades de alergologia, anestesiologia, cirurgia, geriatria, nefrologia, oftalmologia e psiquiatria. Para participar, os candidatos não podem completar 36 anos de idade até 31 de dezembro de 2018. Haverá provas em Brasília e mais 24 unidades militares. Os inscritos, porém, devem se apressar pois o prazo de inscrições vai somente até esta segunda-feira (3/7).

Ainda no Distrito Federal, outro destaque vai para o Conselho Regional de Biomedicina da 3ª Região, que abriu 390 chances para cá e mais quatro estados (Goiás, Minas Gerais, Tocantins e Mato Grosso). Do total de chances, 12 são para provimento imediato e o restante para formação de cadastro reserva. Podem concorrer candidatos com nível médio de formação ao cargo de auxiliar administrativo, e com nível superior para fiscal biomédico e jornalista. As inscrições seguem até 12 de julho pelo site do Instituto Quadrix.

E por falar em concurso de conselho fiscal, o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (Conter) abriu edital com 78 vagas efetivas e 2.182 chances para cadastro em Brasília e mais 15 capitais brasileiras. As chances são para todos os níveis de escolaridade e os salários variam de R$ 945,80 a R$ 3.800. Os cadastros podem ser feitos até 10 de julho.

Estudos

Na maioria dos casos, quando o concurso abre o período de inscrições são cerca de dois meses para a realização das provas e é preciso muita organização para ser aprovado com tão pouco tempo de estudo. Mas, segundo Gabriel Granjeiro, diretor pedagógico do Gran Cursos Online, é possível. “Nessa situação de tempo curto entre abertura de inscrição e aplicação da prova, os candidatos têm que focar realmente em o que tem mais chance de ser cobrado pela banca e seguir à risca o edital da seleção. Não pode perder tempo. A dica é revisar o conteúdo que já se tem bagagem por meio de maratona de exercícios e estudar a teoria daquilo que ainda não se sabe, geralmente a parte específica da prova”, afirma o especialista.

O ideal, porém, é começar a estudar para concurso bem antes de o edital sair. Granjeiro orienta que o candidato encare passar em um concurso como um projeto de médio a longo. “É importante começar a estudar assim que for sinalizado que o órgão vai abrir edital, porque quando o regulamento for publicado você já terá uma bagagem consolidada. Então sempre estude as matérias básicas que caem em quase toda prova, como português, raciocínio lógico e direitos constitucional e administrativo”.

E o especialista está otimista quanto ao cenário de novos concursos para este segundo semestre e aconselha que a preparação comece desde já. “Este ano ainda terá muitas oportunidades de concursos bons. Teremos Câmara Legislativa do DF já neste mês. Tribunal Superior do Trabalho já escolheu banca. TRE’s do Rio de Janeiro e Tocantins também devem publicar este ano e TRF da 5ª Região também já formou comissão organizadora. As oportunidades têm surgido a quem estiver apto a isso, quem parar de estudar por conta da crise não vai conseguir vaga”, alerta.

 

Mariana da Silva Novaes é uma das concurseiras que está se precavendo e já estuda para a CLDF, mesmo sem edital publicado. "Como concursos da área legislativa são mais difíceis eu tento manter minha rotina como se o edital estivesse aberto, frequento o curso preparatório pela manhã, à tarde vou para biblioteca e à noite estudo em casa. Gosto de estudar com mais calma sem edital aberto.

A ansiedade pelo menos no meu caso só aparece quando o concurso é lançado", confessou. Esperançosa não deixa a incerteza desanimar a preparação. "Sei que o cenário atual dos concursos está melhorando, estava muito ruim, mas estou confiante que esse ano é o ano que vem terão mais provas", acredita. 

 

Oportunidades abertas  

TST – 132 vagas
Instituto Rio Branco – 30 vagas
DPU – 25 vagas
Caesb – 20 vagas
Aeronáutica – 68 vagas
CRBM – 390 vagas
Conter – 2.260 vagas

PESQUISA DE CONCURSOS