Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Aeronáutica oferece 288 vagas para formação de sargentos

Saiba para quais áreas e ainda confira dicas de estudos

01/08/2017 09:07 | Atualização: 01/08/2017 09:37

Robson G. Rodrigues*

Arquivo pessoal
O estudante de contabilidade Gabriel Elias estuda nove horas por dia
A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu as inscrições para o Exame de Admissão ao Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (EA CFS 2/2018). São, ao todo, 288 vagas para as especializações cujas funções podem ser exercidas a bordo de aeronaves (aeronavegante) ou em terra. A partir do segundo semestre do ano que vem, os aprovados passarão por um curso sob regime de internato militar de até dois anos na área desejada na Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá (SP), tendo direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 1.010; além de alimentação, alojamento, fardamento, assistência médico-hospitalar e dentária. Depois disso, os participantes serão promovidos à graduação de terceiro-sargento, com remuneração de R$ 3.584. Para se inscrever no processo seletivo, é necessário ser maior de 17 anos e não ter concluído 25 anos até 31 de dezembro de 2018, ser brasileiro e ter completado o ensino médio.


O curso oferece quatro opções de formação técnica. A primeira, para candidatos de ambos os sexos, reserva 23 vagas às formações de aeronavegantes em comunicações (14) e fotointeligência (9). A segunda opção (a única apenas para candidatos do sexo masculino) tem 30 vagas em terra para guarda e segurança. A terceira (para não aeronavegantes) prevê 107 vagas para eletricidade e instrumentos (18), meteorologia (10), suprimento (14), informações aeronáuticas (10), cartografia (6), desenho (5), estrutura e pintura (8), eletromecânica (12), metalúrgica (6) e bombeiro (18). A última modalidade, para aeronavegantes, traz 128 vagas para controle de tráfego aéreo.


A prova escrita consistirá em 96 questões objetivas de múltipla escolha. As disciplinas cobradas são física, matemática e as línguas portuguesa e inglesa (básica para todos os cargos, com exceção dos candidatos à formação em controle de tráfego aéreo, que precisam ter nível de conhecimento intermediário no idioma). Além da prova, os candidatos passarão por inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, validação documental e teste de avaliação do condicionamento físico. Esta etapa terá testes de flexão, abdominal, corrida e salto horizontal, com  padrões de execução diferenciados para mulheres (saiba mais).

Aspirante a militar

Gabriel Elias, 22 anos, estudante de contabilidade na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), almeja seguir a carreira de sargento das Forças Armadas desde 2011, ano em que tentou o concurso pela primeira vez. Desde então, o filho de militar participou de todos os exames, além de outros certames das Forças Armadas. Elias, que é natural de Guaratinguetá, cidade em que se dará o curso, não se preocupa com a ideia de ficar num internato. “Passar dois anos na caserna (alojamento para moradia de soldados) é algo que também me influencia muito na escolha de ser militar, pois é nesse período que somos inseridos na vida militar. Lá também vamos fazer amigos para toda a carreira”, prevê. Para alcançar o sonho de ser bombeiro da aeronáutica, Elias estuda duas horas pela manhã num curso on-line.


À tarde, passa quatro horas debruçado sobre apostilas numa biblioteca. À noite, frequenta um curso preparatório presencial. São, ao todo, cerca de nove horas diárias de estudo desde 2013, conciliadas com o curso a distância de contabilidade. O aspirante a militar se prepara para todas as disciplinas cobradas, mas foca em duas. “Priorizo português e matemática por serem critérios de desempate.” Ele também não deixa o exame físico de lado. “A maioria dos candidatos pensa nisso após a prova. Eu tento manter uma frequência de caminhadas e corridas”, diz.

Dicas

André Dias, professor de inglês no curso Zero Um, tranquiliza candidatos que não têm muito conhecimento do idioma. “Entre as provas militares, a do EA CFS é uma das mais acessíveis e tranquilas”, afirma. Dias aconselha os concurseiros a resolverem questões de provas anteriores. Ele aponta o equilíbrio entre gramática e interpretação de texto como importante. Aqueles que almejam se especializar em controle de tráfego aéreo podem ter um pouco mais de trabalho na prova. Para o professor, o que muda principalmente é a complexidade dos textos. Ele instrui os candidatos a estudar voz passiva e estrutura verbal e a aumentar o vocabulário. “Para isso, é importante que o aluno leia os textos das provas e repita o processo, consultando o dicionário ao se deparar com termos novos ou recorrentes e anotando.”


O professor de matemática Marlom Mequista, do curso preparatório militar CPM, em Pirassununga (SP), acredita que o nível da prova deste ano deve ser mediano. Para Mesquita, não há assunto específico da disciplina sobre o qual o candidato deva se debruçar: todos devem ser estudados igualmente. “O conteúdo é bem diversificado, bem amplo”, explica. Já para a prova de física, o professor do curso Zero Um Hara Tessano aconselha focar em mecânica, eletromagnetismo e termodinâmica. Ele diz que o tempo não deve ser problema. “As contas podem ser resolvidas rapidamente.” Assim como Mesquita, Hara aconselha os aspirantes a sargento a resolver provas passadas.

 

Passe bem / Física

Um bloco de massa m = 5 Kg desliza pelo plano inclinado, mostrado na figura abaixo, com velocidade constante de 2 m/s. Calcule, em Newtons, a força resultante sobre o bloco entre os pontos A e B.
a) zero           b) 7,5 N
c) 10,0 N       d) 20,0 N

Comentário:
É uma questão clássica em que o candidato tem que interpretar com calma as informações do texto. Como a velocidade de descida do bloco sobre o plano inclinado é constante, a aceleração é nula. E, de acordo com a 2ª Lei de Newton, se a aceleração é nula, a força resultante que atua sobre o sistema também será.

Questão retirada do concurso da Escola de Especialistas de Aeronáutica para admissão à segunda turma do curso de formação de sargentos da aeronáutica de 2017, comentada pelo professor Hara Dessano

 

O que diz o edital

Exame de Admissão ao Curso de Formação de Sargentos para o segundo semestre de 2018
Inscrições: até 14 de agosto pelo site ingresso.eear.aer.mil.br. Acesse o edital pelo link goo.gl/s9M4sV
Taxa: R$ 60
Vagas: 288
Salário: R$ 1.010 (durante o curso preparatório) e R$ 3.584 (depois da formação)
Prova: 29 de outubro
Locais: Brasília, Belém, Recife, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Campo Grande, Curitiba, Manaus, Porto Velho, São José dos Campos (SP), Canoas (RS) e Santa Maria (RS)


Gabarito: letra a

*Estagiário sob a supervisão de Ana Paula Lisboa


PESQUISA DE CONCURSOS