Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Ibram, do MinC, quer abrir novo concurso com 306 vagas

Pedido foi enviado ao MPOG ainda em maio; chances são de nível médio e superior

09/08/2017 13:27 | Atualização: 09/08/2017 13:41

Do CorreioWeb

Reprodução/Ibram
O Museu Imperial, no Rio de Janeiro, é um dos museus vinculados ao Ibram
O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) está à espera de autorização para realizar um novo concurso público. O pedido para uma nova seleção foi enviado ainda em maio para o Ministério de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG), mas não há previsão para que seja dada a resposta.


Das 306 vagas solicitadas, 82 são para o cargo de assistente técnico, de nível médio. Para graduados, as chances são para o cargo de técnico em assuntos educacionais (10), técnico em assuntos culturais (116) e analista (98).

O vencimento básico inicial para assistentes técnicos é de R$ 1.749,57 e para os demais cargos, é de R$ 2.220,09, acrescidos do valor referente à gratificação de desempenho de atividade cultural, mais auxílio alimentação no valor de R$ 458.


Última seleção

Em 2010, o Ibram lançou concurso com 294 oportunidades para nível médio e superior, organizado pela Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab). As chances eram para os cargos de assistente técnico I, analista I, técnico em assuntos educacionais e técnico em assuntos culturais. A remuneração variava de R$ 2.133,32 a R$ 3.012,82.

Candidatos de nível superior concorreram a vagas na área de administração (4), economia (3), análise de sistema (9), contabilidade (4), jornalismo (8), engenharia civil (3), engenharia elétrica (2), psicologia (1), publicidade (2), relações públicas (3), relações internacionais (2), arquivologia (12), antropologia (8), arqueologia (1), arquitetura (6), biblioteconomia (9), história (13), museologia (45), sociologia (5), ciências humanas ou sociais (1) e graduação em qualquer área de formação (6).

A seleção foi feita por meio de prova objetiva para todos os cargos, e candidatos às vagas de nível superior também passaram por exame discursivo e avaliação de títulos.

O Ibram

O Instituto Brasileiro de Museus foi criado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em janeiro de 2009, com a assinatura da Lei nº 11.906, que criou 425 cargos para o órgão. A autarquia é vinculada ao Ministério da Cultura (MinC) e sucedeu o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) nos direitos, deveres e obrigações relacionados aos museus federais.

O órgão é responsável pela Política Nacional de Museus (PNM) e pela melhoria dos serviços do setor – aumento de visitação e arrecadação dos museus, fomento de políticas de aquisição e preservação de acervos e criação de ações integradas entre os museus brasileiros. Também é responsável pela administração direta de 30 museus.

PESQUISA DE CONCURSOS