Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Novo concurso para segurança pública do Maranhão sai em setembro

Estão previstas 1.300 vagas para ingresso na PM, CBM e PC

17/08/2017 14:25 | Atualização: 17/08/2017 14:35

Do CorreioWeb

Governo Maranhão/Divulgação
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), confirmou que vai abrir concurso para provimento de vagas na área de segurança pública do estado já no próximo mês. As vagas serão para ingresso na Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil. A quantidade de oportunidades ainda não foi definida, mas a Lei Orçamentária Anual (LOA 2017), prevê a contratação de até 1.300 profissionais para a Secretaria de Segurança Pública maranhense.


Segundo Dino, o Maranhão conta com mais de 12 mil policiais nas ruas, e o estado contou com queda de 33% de homicídios neste ano em comparação com o mesmo período em 2014 na Grande São Luís. “Apesar da escassez de recursos, temos que priorizar o tema que é de tão grande importância. Reconhecemos as dificuldades, e ao mesmo tempo em que outros estados estão vivendo situação de desorganização completa, nós temos aqui no Maranhão uma taxa declinante de homicídios”.

Última seleção

Em 2012, o governo do Maranhão abriu concurso público para selecionar 2.377 profissionais na área de segurança do estado. A seleção foi organizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e contou com oportunidades de ingresso na Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar.

Foram 219 oportunidades para Polícia Civil, sendo 30 para delegado, com formação em direito ou ciências jurídicas, e 189 nas ocupações de auxiliar de perícia médica legal, com formação intermediária, além dos postos de  nível superior de escrivão de polícia, farmacêutico legista, investigador de polícia, médico legista, odontolegista e perito criminal. Para delegado o salário era de R$ 12 mil, e para os demais cargos, variava de R$ 1,7 mil a R$ 6.7 mil.

O concurso avaliou os candidatos por meio de prova escrita objetiva, escrita discursiva, avaliação de títulos, teste de aptidão física, teste psicotécnico, exames médico e odontológico, investigação social e curso de formação.

No caso de PM e CBM, as chances foram para soldado na especialidade de músico (podendo escolher entre clarinetista, trompetista, trombonistas, bombardista dó, contrabaxista sib, trompista fá, baterista e bumbeiro), soldado bombeiro músico (nas especialidades clarineta Bb, sax tenor Bb, tuba Bb, bombadino e percussionista) e soldado bombeiro combatente.

Para participar, os candidatos deveriam ter nível médio, máximo de 28 anos, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres, além de CNH categoria A ou B. O salário inicial era de R$ 2,2 mil, e os concorrentes nas especialidades de músico passaram por uma prova prática musical.

PESQUISA DE CONCURSOS