Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Conselho Federal de Corretores de Imóveis abre concurso para Brasília

Seleção terá sete vagas e cadastro reserva com salários de até R$ 2,5 mil

11/10/2017 16:36

Do CorreioWeb

Marcos Santos/USP/Divulgação
O Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) está realizando um novo concurso para provimento de sete vagas e formação de cadastro reserva de cargos de nível médio e técnico, para atuação em Brasília/DF. O Instituto Quadrix de Tecnologia e Responsabilidade Social é a banca organizadora da seleção.


As chances são para profissionais de suporte administrativo (PSA), para os cargos de serviços de recepção (1) e serviços operacionais (2). Há chances também para profissionais de suporte técnico (PST), para auxiliar administrativo (3) e assistente de tecnologia de informação (1). Os salários variam de R$ 1.247,39 a R$ 2.593,23, além de vale refeição no valor de R$ 770, assistência médica e vale transporte. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais para todas as funções.

Os candidatos serão testados por meio de uma prova objetiva, com conhecimentos básicos, complementares e específicos, a ser realizada nos dias 10 de dezembro para os cargos de PSA e 17 de dezembro para os de PST.

Inscrições

Interessados deverão se inscrever pelo site do Instituto Quadrix, responsável pela organização do certame, até 13 de novembro. A taxa é de R$ 30 para os cargos de PSA, e de R$ 50 para os de PST.

Leia também: GDF sai do limite prudencial da LRF e já anuncia nomeações


Último concurso

A última seleção para o Cofeci aconteceu em 2009, e contou com 1.300 inscritos para 75 vagas de todos os níveis escolares. Os salários variaram de R$ 520,93 a R$ 2.501,00, além de auxílio-refeição e vale-transporte. Os aprovados também foram lotados em Brasília/DF.

As oportunidades de nível fundamental eram para auxiliar de serviços gerais e office boy. Os candidatos de nível médio concorreram aos cargos de assistente administrativo, programador, recepcionista, digitador e auxiliar administrativo. Para nível superior, a chance era para analista de sistemas.

Os candidatos fizeram uma prova objetiva com conhecimentos de português, matemática, informática, legislação e específicos, dependendo do cargo. Os candidatos às vagas de nível superior também passaram por prova de títulos.

PESQUISA DE CONCURSOS