Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

'Droga do câncer' é um dos possíveis temas para a redação da Anvisa

Professor dá dicas de como se preparar para a seleção

13/09/2016 16:07 | Atualização: 13/09/2016 16:44

Do CorreioWeb

Recentemente, um dos editais mais esperados pelos concurseiros foi finalmente lançado. As 78 vagas abertas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já são realidade. O concurso é destinado a candidatos com nível médio para o cargo de técnico administrativo. O posto tem jornada de trabalho de 40 horas semanais e remuneração inicial de R$ 6.002,14. Do total de chances, quatro são reservadas para candidatos com deficiência e 16 para negros.

O professor do IMP Concursos e da Universidade de Brasília, João Coelho, conversou com o CorreioWeb e deu dicas para quem pretende participar do concurso. A expectativa do especialista é de que muitas pessoas se inscrevam, tendo em vista a atual escassez de seleções, por conta das limitações no orçamento público, e também pela quantidade de vagas ofertadas - no último concurso da Anvisa, que aconteceu em 2013 sob a organização da Cetro Concursos, foram ofertadas 314 oportunidades disputadas por 123.310 pessoas, totalizando uma concorrência média de 392 candidatos por vaga.

Saiba mais: Com seleções suspensas para 2017, governo federal vai abrir 13 mil vagas

João Coelho diz que a ênfase do estudo dos candidatos deve ser dada aos conhecimentos específicos de vigilância sanitária. Ele acredita que as leis 8.080/1990 (Lei Orgânica da Saúde) e 9.782/1999 (que cria a Anvisa), além do Decreto 3.029/1999 (que aprova o regulamento da agência), são conteúdos que serão bastante cobrados nas questões.

Sobre os possíveis temas da redação, o professor fala sobre assuntos associados às competências da autarquia. “Diversas competências da Anvisa estão sendo colocadas em pauta: quais os limites das competências nas propagandas em meio virtual; novos medicamentos; fosfoetanolamina, a ”droga do câncer”; e as competências para tratamentos experimentais. Temas da atualidade, iluminados pela disciplina da legislação específica”, conta. Ele aconselha que os candidatos comecem a praticar desde já a escrita sobre os temas, como forma de fixar os conteúdos.

Na preparação para os exames, o especialista recomenda que os candidatos façam as provas anteriores já aplicadas em seleções pelo órgão, apesar de algumas diferenças no edital. Já na parte da legislação, ele acredita que recorrer a provas da área de saúde pode ser um bom ponto de partida.

A seleção terá duas provas objetivas e uma discursiva. Os exames objetivos são de conhecimentos básicos (língua portuguesa, noções de informática, raciocínio lógico e ética no serviço público) e específicos (legislações específicas e noções de direito constitucional, administração e direito administrativo). Serão 50 e 70 questões, respectivamente. A redação deve ter até 30 linhas e vale 40 pontos.

Arquivo pessoal
Caroline Almeida, 26 anos, cursa direito e se prepara para ingressar na Anvisa, desde que o concurso foi anunciado. Ela estuda para entrar no serviço público há dois anos e se inspira na mãe e no namorado, que são concursados. "Escolhi a carreira pública exclusivamente pela segurança, ainda mais com o país em crise e o desemprego aumentando cada vez mais", declara. Para a concurseira, que se inscreve para diversas seleções, como forma de ganhar experiência e também pensando na possibilidade de aprovação, o salário é um atrativo. “A remuneração é ótima, ainda mais que haverá um reajuste já no próximo ano”, espera. A estudante considera videoaulas e mapas mentais como boas estratégias de estudo. Ela afirma ter dificuldade em raciocínio lógico e nas legislações específicas. “O restante são matérias que caem em outros concursos, aí já tenho mais facilidade”, completa.


Se você se interessou pela oportunidade, assim como Caroline, não perca tempo. As inscrições podem ser feitas até 29 de setembro, pelo site (http://www.cespe.unb.br/concursos/ANVISA_16/) do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), responsável pelo concurso. A taxa custa R$ 70, e as provas serão aplicadas na data provável de 4 de dezembro. Saiba mais sobre a seleção: Anvisa lança concurso com 78 vagas com salário de R$ 6 mil

Primeiro colocado da Anvisa largou emprego para se dedicar aos estudos


PESQUISA DE CONCURSOS