Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Como gerenciar o tempo de estudos

Auditor do TCU dá dicas de como gerenciar o tempo e melhorar o desempenho durante o preparo para concursos

13/02/2017 15:40 | Atualização: 13/02/2017 15:40

Beatriz Fidelis - Especial para o Correio

Divulgação/FESMPDFT
Como me preparar se eu não tenho tempo?
Essa pergunta se coloca à maioria dos candidatos que decidem embarcar no universo da preparação para concursos públicos. A resposta de Clemens Santos, auditor do Tribunal de Contas da União é simples: “Todos temos tempo, a diferença é como cada um administra o próprio tempo”. Clemens dá orientações sobre como gerenciar o tempo de estudos e melhorar o desempenho no aprendizado. Veja os passos:
 
 
 
 

1º PASSO: META

“Estruture de forma escrita uma meta da forma mais concreta possível, dessa forma você consegue acompanhar o cumprimento e o desenvolvimento dessa meta”, explica.
A meta deve seguir os seguintes princípios:

  •  Ser específica

“Não basta dizer que vai estudar todos os dias, é necessário que a meta especifique o que será estudado”.

  •  Ser mensurável

“É preciso conseguir medir a meta estipulada, tanto para acompanhá-la quanto para aprimorá-la de acordo com as capacidades desenvolvidas pelo candidato”.

  • Ser alcançável

“A meta não pode ser utópica e desconsiderar a rotina, as capacidades e as outras necessidades do estudante”.

  • Ser relevante

“Ela deve ser importante para a conquista dos objetivos do candidato”

  • Ser temporal

“É necessário estabelecer um tempo de execução da meta que leve em conta o melhor horário de produtividade do candidato, quando será a data da prova, todos os aspectos de tempo”.

Um exemplo de boa meta é:

Fazer 20 questões de Direito Constitucional por dia até o dia da prova, preferencialmente no horário entre 8h e 9h.

 

2º PASSO: ATENÇÃO

"Desligue o celular, saia das redes sociais, diminua a quantidade de estímulos que podem tirar a sua atenção", explica Clemens. Em função da quantidade de estímulos que todos temos, a capacidade de atenção seletiva é cada vez menor. Sem atenção a produtividade cai e o tempo é desperdiçado.

3º PASSO: HÁBITO

“Somos aquilo que repetidamente fazemos”. A consistência na execução de qualquer tarefa requer o desenvolvimento de hábitos. Assim como um atleta não consegue chegar a uma alta performance treinando apenas aos domingos, no preparo para os concursos, o estudo deve ser um hábito. Ainda que durante um tempo limitado diariamente devido a outros compromissos da rotina, o ideal é que se estude pelo menos por algumas horas durante todos os dias da semana. 

4º PASSO: PRIORIZAR

É fundamental priorizar tanto matérias que o aluno mais precisa estudar, quanto horários mais livres em que o aluno tenha um desempenho de estudos melhor. Saber estabelecer prioridades ajuda na administração do tempo de estudos. Priorizar também o preparo em detrimento de um momento de lazer é necessário em prol da aprovação. 

5º PASSO: MÉTODO

Não existe um método de estudos único que funcione para todas as pessoas. Alguns preferem marcar, outros resumir, outros ainda anotar em post-its. Ainda que alguns métodos tomem mais ou menos tempo, cabe ao aluno reconhecer qual método funciona melhor para ele e otimiza mais o tempo. Muitas vezes há quem acredite que marcar os textos em diversas cores ajuda, quando na verdade toma muito tempo e pouco auxilia na compreensão e assimilação real do conteúdo.
Independente do método escolhido é fundamental praticar fazendo exercícios. Sempre lembrando dos hábitos e das dicas anteriores de organização.

PESQUISA DE CONCURSOS