Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Ministério do Planejamento autoriza IBGE a abrir 82 mil vagas

Chances são temporárias e os salários podem chegar a R$ 7 mil

14/12/2015 09:01 | Atualização: 14/12/2015 10:13

Lorena Pacheco

Reprodução/Google
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi autorizado a abrir seleção com nada menos que 82.023 oportunidades. A quantidade de vagas impressiona qualquer concurseiro, principalmente em época de crise econômica, mas a portaria foi publicada pelo Ministério do Planejamento no Diário Oficial da União, desta segunda-feira (14/12). Segundo o documento, as chances são temporárias e os contratos terão duração de um ano, com possibilidade de prorrogação por até três anos. Quem for aprovado no processo seletivo simplificado vai realizar o Censo Agropecuário 2016.

 

Do total de oportunidades, 62.400 vagas são para o cargo de recenseador, 12.540 para agente censitário supervisor, 5.500 para agente censitário municipal, 700 para agente censitário administrativo, 486 para agente censitário regional, 223 para analista censitário e 174 para agente censitário de informativa.

Segundo o IBGE, as vagas serão distribuídas em três editais. O primeiro vai oferecer 1.409 chances, sendo 223 para analista (salário de R$ 7.166), 486 para agente regional (salário de R$ 3 mil) e 700 para agente administrativo (salário de R$ 1.560). O instituto ainda discute o cronograma de lançamento dos documentos.

De acordo com a portaria, decorrido o período de três anos, a contar da homologação do resultado final do primeiro processo seletivo, não mais poderão vigorar os contratos firmados com base nesta autorização.

Concurso
Além da seleção simplificada, o IBGE vai abrir concurso público com 600 vagas ainda este mês. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa, que ainda adiantou que haverá vagas para lotação em todo Brasil – as chances de nível superior, porém, devem se concentrar no Rio de Janeiro, onde fica a sede do instituto. Como noticiou o Correio, a banca examinadora da seleção já foi escolhida, será a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Segundo a autorização do Ministério do Planejamento, publicada em julho deste ano, poderão concorrer candidatos com nível médio e superior. Do total de oportunidades, 460 são para o cargo de técnico em informações geográficas e estatística; 90 para analistas de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatística; e 50 para tecnologista em informações geográficas e estatística.

Entretanto, há esperança para que o IBGE chame mais convocados que o quantitativo autorizado. Isso foi feito no concurso passado, em que todas as vagas foram preenchidas e o instituto chamou mais 50% de aprovados. Saiba mais sobre o concurso aqui.


PESQUISA DE CONCURSOS