Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Abin vai pedir autorização para abrir concurso ao Planejamento

Dia 31 de maio é o prazo final para as solicitações entrarem no Orçamento para o ano que vem

04/05/2016 14:51

Lorena Pacheco

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Amargurando um jejum de quase seis anos, desde o último edital lançado em 2010, os concurseiros que aguardam um novo concurso para Agência Brasileira de Inteligência (Abin) podem ter esperança. A assessoria do órgão confirmou ao Correio que vai enviar novo pedido para autorização de seleção ao Ministério do Planejamento, até 31 de maio. Essa é a data limite para inclusão dos gastos no Orçamento de 2017. A quantidade total de vagas a serem solicitadas e a distribuição por cargo (de nível superior e médio) ainda estão sendo definidas pela direção da Abin.

No ano passado, a agência solicitou a abertura de seleção para cargos de oficial de inteligência, oficial técnico de inteligência, agente de inteligência e agente técnico de inteligência, mas não obteve êxito. Em 2014, a Abin solicitou 470 vagas para os mesmos postos, sendo 200 para oficial de inteligência, 150 para oficial técnico de inteligência, 50 para agente de inteligência e 70 para agente técnico de inteligência. O órgão já havia solicitado outras autorizações nos anos anteriores, mas sem sucesso.

O último concurso da agência foi realizado em 2010. Foram 80 vagas, sendo 50 para o posto de oficial e as outras 30 para agente. As remunerações eram de R$ 10.216,12 e R$ 4.211,04, respectivamente. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/Unb) organizou o certame. Ao todo, 49.275 candidatos participaram.

A posse dos aprovados foi feita entre junho de 2012 e junho de 2013. E, além da quantidade de vagas previstas no edital, o Ministério do Planejamento autorizou acréscimo de mais 20 vagas para oficial técnico de Inteligência. Assim, 100 classificados foram empossados e lotados na sede da Agência, em Brasília/DF.

PESQUISA DE CONCURSOS