Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Planejamento autoriza Ministério da Saúde a contratar 469 profissionais

As oportunidades para os cargos de médico, enfermeiro, fisioterapeuta e técnico de enfermagem

14/04/2015 12:20 | Atualização: 14/04/2015 12:25

Sílvia Mendonça

Carlos Vieira/CB/D.A Press
O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou, nesta terça-feira (14/4), a contratação temporária de novos profissionais para o Ministério da Saúde. A seleção contará com 469 vagas para os cargos de médico (200), enfermeiro (156), fisioterapeuta (10) e técnico de enfermagem (103). Aprovados atuarão com contratos de seis meses de validade, podendo ser prorrogados. A publicação pode ser conferida no Diário Oficial da União, na página 69, da primeira seção.

Inca
Atualmente, o Ministério da Saúde tem um concurso para o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) em andamento. Candidatos concorrem a 19 vagas de pesquisador. As áreas contempladas no certame são: epidemiologia, pesquisa clínica, cancerologia, radioterapia, anestesiologia, cirurgia de cabeça e pescoço, entre outras. Aprovados serão lotados no Rio de Janeiro. Candidatos são avaliados por análise de títulos e currículo, defesa de memorial, prova escrita e oral.

A remuneração varia de acordo com a classe de pesquisador. O cargo de pesquisador associado ganha um salário básico de R$ 5.853,48, mas pode aumentar até R$ 12.152,08 com título de doutorado. Pesquisadores adjuntos ganham inicialmente R$ 5.156,27, podendo chegar até R$ 10.742,87. E pesquisadores assistentes recebem R$ 4.544,05 até R$ 9.501,05.

PESQUISA DE CONCURSOS