Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Inmet e Mapa não sabem quando concurso será retomado

Concurseiros aguardam há mais de um mês por posicionamento sobre a continuidade do certame

27/05/2015 10:37

Lorena Pacheco

Wanderlei Pozzembom/CB/D.A Press
Após mais de um mês parado, o concurso do Instituto Nacional de Metrologia (Inmet) continua indefinido. Nem o órgão, nem o Ministério da Agricultura, ao qual é vinculado, sabem informar o motivo da suspensão das inscrições, que deveriam ter começado em 20 de abril. Procuradas pela reportagem, as assessorias, tanto do Inmet quanto do Mapa, não têm informações sobre o concurso, nem sequer sabem de quem é a competência para falar oficialmente sobre o assunto.

A banca organizadora, a Consulplan, limita-se a dizer que ocorreram erros técnicos na seleção, mas sem mais detalhes. O único respaldo dos concurseiros que pretendiam se inscrever no certame é um comunicado publicado pelo Mapa no Diário Oficial da União, no dia 20 de abril, informando que “oportunamente, será divulgada nova data para início das inscrições”.

De acordo com Max Kolbe, membro da Comissão de Fiscalização de Concursos Públicos da Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal (OAB-DF), não há ilegalidade em suspender as inscrições da seleçao, ainda mais quando houver a constatação de ilegalidades. “Contudo, pelo princípio da publicidade e transparência, caberia ao órgão deixar a sociedade informada das razões da suspensão e informar data provável para o regular o prosseguimento do certame”, adverte.

O concurso foi lançado no dia 6 de abril com 242 vagas de níveis médio e superior, e salários que variam entre R$ 3.045,83 e R$ 11.993,69.

Em nível superior, os cargos oferecidos foram para pesquisador (nas especialidades de meteorologia, estatística, hidrologia, ciência da computação, sensoriamento remoto e agronomia), analista (nas especialidades de meteorologia, telecomunicações, estatístico, jornalismo, publicidade, administração, advocacia, contabilidade e economia), e tecnologista (nas especialidades de meteorologia, tecnologia da informação e engenharia).

Candidatos com nível médio poderiam tentar os postos de assistente em ciência e tecnologia (nas especialidades de auxiliar de meteorologia, assistente TI, técnico em contabilidade e técnico administrativo) ou técnico (nas especialidades de meteorologia, informática, laboratório, eletrônica e operacional).

O certame tinha prova objetiva e discursiva, prevista para o dia 21 de junho. Os aprovados seriam lotados em Brasília, Manaus, Belém, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Cuiabá e Goiânia.

PESQUISA DE CONCURSOS