Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Crise e desemprego aumentam a procura por cargos na área militar

Concurso para o Corpo de Bombeiros tem expectativa de 779 vagas. Edital é aguardado para breve, uma vez que a banca organizadora já foi escolhida

08/04/2016 07:05 | Atualização: 08/04/2016 09:34

Marlla Sabino - Especial para o Correio

Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press - 9/12/15
Carreira militar: procura de jovens por postos no segmento cresce neste momento de retração econômica
Os professores de cursinhos preparatórios afirmam que nos últimos tempos a procura pela área militar aumentou. O aumento nesta demanda pode ser justificado pela crise econômica no país e o consequente aumento do número de desocupados entre jovens de 18 a 24 anos. A taxa de desemprego nessa faixa atingiu 18,9%, em janeiro, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma diferença de 6 pontos percentuais na comparação como o mesmo período do ano passado.

E para os que sonham com a carreira militar, os primeiros meses de 2016 trouxeram boas notícias. Além da Polícia Militar que abrirá seleção com mais de 50 vagas, a expectativa cresceu em relação ao lançamento do edital para o Corpo de Bombeiro do Distrito Federal (CBMDF). De acordo com o extrato de contrato, divulgado no Diário Oficial do DF, o concurso já tem banca organizadora definida, o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Social (Idecan).

O professor de língua portuguesa do Gran Cursos On-line Elias Santana destaca a importância de estudar por meio de exames anteriores da banca responsável pela prova. “A Idecan já aplicou prova nesse ano, está acessível pelo site. É importante que o aluno resolva questões mais recentes e estude a teoria, para conseguir responder as dúvidas que aparecem ao resolver exercícios”, esclarece.

Leia também:
Corpo de Bombeiros Militar do DF vai abrir concurso

Outro conteúdo que geralmente tem peso na prova dos Bombeiros são as disciplinas de exatas, como física e matemática, e também química e biologia. Além das provas de conhecimentos, todos os candidatos realizam exames de aptidão física, inspeção de saúde, avaliação psicológica e investigação social e funcional. “É importante que o aluno lembre que a seleção não acaba na prova objetiva. É necessário se preparar para todas as etapas. No último concurso, em média, 40% dos aprovados foram eliminados no teste de aptidão física”, lembra.

Cargos para nível superior
As oportunidades para o concurso do Corpo de Bombeiros serão para oficiais e praças. O projeto institucional da Comissão Permanente de Concursos dos Bombeiros prevê que deverão ser oferecidas 779 vagas. Sendo 448 para soldados, 115 para oficiais combatentes, 112 para soldados condutores e operadores de viaturas, 55 soldados de manutenção de equipamentos e veículos, e ainda para oficiais complementares, oficiais médicos, soldados para manutenção de equipamentos e aeronaves e oficiais cirurgiões-dentistas.

No último concurso do CBMDF, era requisito ter formação de nível superior em qualquer área reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) para poder participar da seleção. Para professor de física do Espaço Campus Alisson Bernardi, por não se tratar de um concurso de áreas específicas, oferece um quadro de possibilidades muito amplo, o que leva a ser uma prova concorrida. “Além da amplitude de concorrentes, a boa imagem que a profissão têm para a sociedade eleva a concorrência”, justifica.

Bernardi lembra que tem gente que sonha desde menino abraçar a profissão. “O bombeiro é como um herói da sociedade, que se dedica a proteger a vida das pessoas e prestar serviços para a sociedade”, disse, lembrando que esse aluno é muito focado.

PESQUISA DE CONCURSOS