Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

Autorizado novo concurso da Polícia Civil de Goiás com 650 vagas

Anúncio foi feito na solenidade de formatura de outros 400 policiais civis

01/11/2017 10:29 | Atualização: 01/11/2017 10:33

Do CorreioWeb

Reprodução/Internet
O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB/GO), anunciou a realização de um novo concurso para reforçar a segurança pública do estado. Serão oferecidas 650 vagas para a Polícia Civil, sendo 550 para os cargos de agente e escrivão e 100 para o de delegado.


Todas as chances são para candidatos com nível superior em diversas áreas de atuação, e para o de delegado, é necessário ser formado em direito. O próximo passo é a formação de uma comissão organizadora que definirá a empresa responsável pelo certame.

Seleção suspensa

Em 2016, a PCGO abriu concurso para provimento de 36 vagas para delegado, e em junho deste ano, após investigações de possíveis irregularidades, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), responsável pela organização das etapas, suspendeu o certame a divulgação do resultado definitivo da primeira fase causar estranheza nos candidatos em razão da quantidade de aprovados que alcançaram notas superiores a 90 pontos, sendo que a prova objetiva teve alta complexidade e cada questão errada acarretava a perda de 0,25 pontos em relação à nota final. Saiba mais em: Concurso para delegado da Polícia Civil de Goiás é suspenso pela Justiça

Segundo a assessoria geral da polícia, as novas 100 vagas para delegado surgiram decorrentes da promoção de mudança de classe dos funcionários,  e não têm qualquer relação com o concurso suspenso.

Últimos concursos

Para o cargo de delegado, o último concurso aconteceu em 2013 e contou com 15.579 inscritos para 109 vagas e salário de R$ 9.586,93. Os candidatos passaram por provas objetiva e discursiva, avaliação médica, avaliação de aptidão física, exame psicotécnico, avaliação da vida pregressa e investigação social, curso de formação profissional e avaliação de títulos.

Já para as funções de agente e escrivão, o último certame aconteceu em 2016, e contou com 31.329 inscritos. A seleção também foi organizada pelo Cebraspe. Foram 280 para os cargos de agente de polícia substituto e 220 para escrivão de polícia substituto, com salários de R$ 1.500. Os candidatos foram testados por meio de provas objetiva, discursiva, avaliação médica, exames de aptidão física e psicológica e entrega de documentação de vida pregressa. Candidatos ao cargo de  escrivão passaram ainda por uma prova prática de digitação.

PESQUISA DE CONCURSOS