Concurso, CorreioWeb, Brasília, DF

publicidade

TST lança edital de novo concurso público com salário de R$ 27 mil

São 132 vagas para ingresso na carreira de magistratura do trabalho

29/06/2017 12:07 | Atualização: 29/06/2017 19:03

Do CorreioWeb

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
Tribunal Superior do Trabalho (TST) divulgou, nesta quinta-feira (29/6), o edital de seu mais novo concurso público com 132 vagas para juiz do trabalho substituto. O salário é de R$ 27.500. O concurso, que já estava previsto desde o final de 2016, tem como banca examinadora a Fundação Carlos Chagas (FCC), através da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (ENAMAT), em colaboração com todos os Tribunais Regionais do Trabalho (TRT).


De acordo com o edital, as chances abertas são para São Paulo (100), Minas Gerais (8), Pará/Amapá (4), Amazonas/Roraima (12), Acre/Rondônia (5), Mato Grosso (2) e Mato Grosso do Sul (1).

 

A seleção contará com prova objetiva, duas provas escritas (discursiva e prática, com elaboração de sentença trabalhista), inscrição definitiva, exame de sanidade física e mental, sindicância da vida pregressa, investigação social, prova oral e avaliação de títulos. Os exames objetivos serão realizados nas 24 cidades-sede dos tribunais regionais do Trabalho. As demais etapas serão realizadas exclusivamente em Brasília.

 

Para ser juiz do trabalho substituto o candidato precisa ser bacharel em direito e ter exercido pelo menos três anos de atividade jurídica. Os aprovados na seleção deverão ainda participar de curso de formação inicial, em Brasília. O concurso será válido pelo prazo de dois anos, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

 
Saiba mais: Vai ter concurso do TST para servidor em julho!

O candidato poderá se inscrever no período de 4 de julho à 2 de agosto pelo site da banca. É necessário anexar digitalizados uma foto colorida tamanho 3x4 e documento oficial de identidade. A taxa é de R$ 275, e deverá ser paga até a data limite para encerramento das inscrições.

Após a homologação do resultado, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSTJ) decidirá as vagas que devem ser providas inicialmente. Os aprovados poderão então escolher, por ordem de classificação, a lotação de sua preferência.


PESQUISA DE CONCURSOS